Recrutamento interno e externo: vantagens e desvantagens de cada um

recrutamento interno e externo vantagens e desvantagens

Quando uma empresa procura novas pessoas para preencher uma vaga, é possível optar por processos de recrutamento interno ou externo. 

No entanto, quando se trata de recrutamento, não existe uma fórmula perfeita. Tanto o recrutamento interno quanto o externo possuem seus pontos fortes. 

Da mesma forma, alguns inconvenientes podem surgir, então você deve fazer um equilíbrio entre os dois para ver o que é conveniente em cada caso.

Você quer saber as principais diferenças entre o recrutamento interno e externo? Vamos ver agora os detalhes sobre esses métodos de gestão de pessoas.

 

Dois tipos muito diferentes de recrutamento: interno e externo

O recrutamento interno é muitas vezes, por diversos motivos, a primeira escolha entre as empresas. Visto que ele é usado como fonte de inspiração para os membros da equipe. 

Ou seja, o recrutamento interno ocorre quando existe uma vaga para um determinado cargo e a empresa tenta preencher realocando funcionários, sendo a empresa uma grande fonte de potenciais candidatos ao cargo. 

Assim, esse recrutamento é feito com base em dados e informações disponibilizados por diferentes setores da empresa.

Aproveitar o grupo de colaboradores que fielmente apoia a empresa no dia a dia aumenta o engajamento e a motivação, pois deixa em aberto a possibilidade de todos os membros da equipe evoluírem com o tempo.

Nesse sentido, os processos de recrutamento dentro da empresa também dão a oportunidade de reter e desenvolver talentos internos antes que outras empresas os descubram. 

Uma empresa nunca sabe totalmente se existe algum colaborador com grande potencial de crescimento se ele ou ela não tiver a oportunidade ou for observado de perto

É possível que no caso de existir novos cargos de chefia, um colaborador com talento oculto seja ofuscado e nunca mais veja a luz. Ou outras empresas descobrem e roubam esse colaborador através de melhores ofertas de emprego e possibilidades de crescimento.

Por outro lado, o recrutamento externo ocorre quando a empresa busca por candidatos externos. Então, com o recrutamento externo, a empresa contrata gente nova, o que significa ampliar pontos de vista e melhorar o funcionamento da empresa. 

Dessa forma, com o recrutamento externo, é possível agilizar os processos de descoberta, visto que se entende que a empresa já está em busca de um determinado funcionário. 

Inclusive, essa é uma característica positiva e é algo que tem levado muitas empresas, por exemplo, a tentar cativar os funcionários de outras empresas.

 

Recrutamento interno e externo: vantagens e desvantagens

recrutamento interno e externo vantagens e desvantagens

A principal diferença entre o recrutamento externo e interno é o grupo de talentos. Enquanto o recrutamento interno visa preencher uma posição com trabalhadores dali mesmo, o recrutamento externo se concentra nos melhores candidatos fora da empresa.

De acordo com um estudo do IBV de 2019 sobre a lacuna global de habilidades, 45% das organizações pesquisadas indicaram que não conseguem encontrar as habilidades que precisam. Ou seja, é preciso inovar nas formas de recrutamento.

Então, a qual tipo de recrutamento recorrer? Analise as vantagens e desvantagens de cada um.

 

O que é recrutamento interno

O recrutamento interno costuma estar relacionado com a promoção de colaboradores. A principal vantagem é que o candidato já conhece a empresa e seus processos internos, tornando o processo de adaptação muito mais rápido e barato.

Este tipo de recrutamento também está associado ao crescimento profissional e ao plano de desenvolvimento individual, dois fatores principais de interesse dos colaboradores. 

Inclusive, ajudar os gerentes a desenvolver planos de carreira para seus funcionários é outra área em que os profissionais de RH podem assumir a liderança. 

Os profissionais de RH podem ajudar os gerentes a ver os funcionários não como seus recursos exclusivos, mas como recursos de um todo da empresa. 

Assim, quando os gerentes pensam dessa maneira, eles vão preparar desde cedo os funcionários a desenvolverem seu plano de desenvolvimento profissional, PDI, para ocupar outro cargo. 

Para que isso seja possível, ferramentas como one on one e feedbacks são indispensáveis para os líderes entenderem o desejo e aptidões dos funcionários. 

Então, quando os funcionários sobem na carreira por meio do recrutamento interno todo mundo se beneficia.

No entanto, recorrer ao recrutamento interno quando abre uma vaga devido à rotatividade de pessoal geralmente não é a melhor opção, pois os colaboradores podem ficar insatisfeitos com uma mudança ou aumento de responsabilidades que talvez não estivessem procurando.

Vantagens do recrutamento interno:

    • Motivação. O fato de uma empresa promover seus colaboradores é motivo suficiente para que eles melhorem seu desempenho.
    • Confiança. À medida que os funcionários são promovidos, eles ganham mais confiança em posições mais altas.
    • Economia. Por se tratar de pessoal já contratado, economizam-se muitas etapas que, a longo prazo, podem significar muito dinheiro. Não é preciso promover as vagas disponíveis e não há necessidade de treinamento, além de evitar totalmente o risco de gastar todos esses recursos e ainda não encontrar o perfil adequado.
    • Processo de seleção rápido. Os recrutadores já conhecem os candidatos, por isso o processo é bastante rápido.
    • Competição saudável. Em um ambiente onde você pode crescer profissionalmente, a competição se desenvolve e permite o crescimento de funcionários e empresas. Assim, ao saber que é possível ter uma posição melhor, ganhar mais dinheiro e geralmente crescer, as pessoas podem colocar mais esforço para serem consideradas neste tipo de contratação.

 

Desvantagens do recrutamento interno:

    • Escassez. Os candidatos são poucos, se comparados às possibilidades oferecidas pelo mercado de trabalho. Por isso, um perfil adequado pode não ser encontrado.
    • Bolha. Muitas vezes a empresa precisa de pessoas de fora que já trabalharam em outras empresas, para oferecer uma visão e ideias diferentes.
    • Conflitos internos. Por um lado, pode gerar rivalidade entre os colaboradores e, por outro, se o processo seletivo for inadequado, será difícil revertê-lo.
    • Posição em aberto. Quando alguém é promovido, ele deixa uma posição desocupada, então em qualquer caso, é preciso considerar trazer outra pessoa. Até mesmo porque o ideal é não sobrecarregar os funcionários atuais com as antigas funções de quem foi promovido.
    • Falta de novos ares. Um aspecto muito importante que é negligenciado na hora de optar por essa alternativa é a falta de funcionários com novas ideias. Mais cedo ou mais tarde tem que haver uma mudança geracional que permita a empresa se adaptar aos tempos e garantir o futuro, mas ao fazer processos internos, essa possibilidade está fechada.

 

O que é recrutamento externo

O recrutamento externo geralmente requer um maior investimento de recursos e tempo para encontrar as pessoas certas para uma ou mais vagas. 

Nesse caso, é preciso localizar candidatos que podem estar ativa ou passivamente à procura de trabalho, ou seja, essas pessoas já estão empregadas mas estão dispostas a aceitar outra oportunidade de trabalho.

 

Vantagens do recrutamento externo:

    • Pessoas novas. Isso leva a novas ideias e visões sobre problemas e soluções dentro da empresa.
    • Resultados imediatos. Embora o processo de recrutamento demore mais do que se fosse feito internamente, os resultados serão refletidos desde o início, uma vez que o funcionário já foi previamente treinado por outra empresa onde trabalhou.
    • Melhora o quadro de funcionários. Quando o processo de recrutamento é bem-sucedido, tende a enriquecer os recursos humanos da empresa, uma vez que o candidato escolhido deverá corresponder e até superar as expectativas da empresa.
    • Muitos candidatos. Nos momentos em que às vezes é difícil encontrar emprego, você tem a oportunidade de ver os melhores competindo por uma vaga. Nesse sentido, sempre haverá currículos diferenciados para escolher o melhor perfil.
    • Mudança geracional. Essa vantagem permite a renovação de talentos em empresas onde os funcionários estão prestes a se aposentar. Existem casos em que os colaboradores estão tão confortáveis ​​com seu estado atual que não percebem que podem melhorar. Assim, ter novas pessoas pode servir de inspiração para esses colaboradores continuarem se esforçando em aprender coisas diferentes.

 

Desvantagens do recrutamento externo:

    • Complexidade. O processo de recrutamento e seleção de pessoal requer técnicas de seleção adequadas (como a entrevista remota, por exemplo), boas fontes de recrutamento de talentos e, claro, visão.
    • Maior investimento. O fato de obter resultados imediatos implica um maior investimento. Ou seja, vai ser preciso investir mais tempo, dinheiro e esforço.
    • Mais risco. A chegada de um novo colaborador supõe sempre uma insegurança maior do que se alguém de dentro da empresa fosse promovido. Daí a importância de uma agência de recrutamento ou um time de gestão de pessoas que se encarregue de avaliar os candidatos e dar maior garantia de uma contratação certeira.
    • Processo longo e integração. O tempo que leva para concluir todo o processo é longo, pois vai desde a publicação das vagas, até o treinamento e o onboarding ou a adaptação das pessoas. Embora existam situações que podem ser aceleradas, isso significa ser menos rigoroso com os requisitos e diminuir o nível de talento.

 

Qual tipo de recrutamento eu devo escolher?

recrutamento interno e externo

Com vantagens e desvantagens no recrutamento interno e externo pode-se pensar que é difícil escolher uma ou outra opção. 

No entanto, como especialistas em gestão de pessoas, recomendamos manter um equilíbrio entre as duas opções, sempre analisando as circunstâncias para decidir se um determinado cargo será coberto por recrutamento interno ou externo.

Por exemplo: a motivação é vista como uma vantagem no recrutamento interno, mas se exagerarmos, os funcionários podem acreditar que uma promoção se dá por inércia, que não é preciso esforço para conquistá-la. 

Então, esse é o momento de quem sabe fazer o recrutamento externo, pois ele pode servir de incentivo e alerta que a empresa não vai deixar de contratar alguém de fora, se o que precisa não estiver internamente na sua empresa.

Lembre-se que o maior patrimônio de qualquer empresa ou negócio sempre serão seus colaboradores, portanto, você deve ser bastante flexível na escolha de candidatos.

Sou analista de conteúdo na Feedz e ajudo a criar ambientes de trabalho mais felizes através do conteúdo escrito.
Back To Top