Feedback: o que é, importância, tipos, como fazer [+exemplos]

Aqui você vai descobrir o que é feedback, como fazer e qual a sua importância na construção de um ambiente de trabalho mais engajado e produtivo.

Você já se perguntou qual é o segredo das empresas mais bem-sucedidas? A resposta muitas vezes está no poder transformador do feedback. 

Em ambientes corporativos, o feedback é muito mais do que uma ferramenta de desenvolvimento. É o mapa que guia os profissionais de RH e gestores na construção de equipes resilientes e de alto desempenho. 

A seguir, vamos desvendar juntos as melhores práticas, técnicas e abordagens para usar o feedback como uma alavanca de crescimento na sua empresa. Bora lá! 👇

Baixar o kit completo com vários materiais sobre feedback.

O que é Feedback? 

Feedback é uma resposta ou informação que uma pessoa recebe sobre uma ação, comportamento ou desempenho. Em tradução livre, o significado do termo originário do inglês é dar um retorno sobre algo ou alguma situação. 

Entretanto, vale ressaltar que o feedback não é apenas uma resposta ou um comentário ocasional. 

Isso porque ele representa a comunicação de observações, insights e orientações, que foram moldadas para te ajudar a entender seus acertos, o que pode ser melhorado e, mais importante, como fazer essa melhoria. 

 

Como se escreve e pronuncia Feedback? 

Ainda tem dúvidas se escreve “feed back”, “feedeback” ou “feedback”? Saiba que a palavra é escrita da mesma maneira tanto em inglês quanto em português, isto é: feedback. 

A pronúncia de feedback é: fi·di·bé·ki. Por isso, a pronúncia fim·de·back está errada. 

 

Por que o feedback é importante nas empresas? 

O feedback é a melhor forma de alinhar expectativas entre líderes e liderados. 

Além disso, é uma forma de aproximar a equipe, melhorar o engajamento em uma empresa, prevenir crises e diminuir taxas de turnover.

Mas, para que ele possa funcionar da forma esperada, a sinceridade deve permear toda a conversa para afastar o temido ruído na comunicação.

Outra questão que confere importância à prática do feedback contínuo é que o seu bom aproveitamento está diretamente ligado com à disposição das pessoas em ouvir. Isso é válido tanto para um analista como para o CEO.

Isso significa que em um feedback 360º, ao mesmo tempo que o gestor avalia seus colaboradores, o caminho inverso também deve ser feito.

Na prática, o feedback deve funcionar como pontes entre as pessoas e hierarquias, e não como muros em uma organização.

👉 Leia também: 4 exemplos de feedback para o chefe [Com dicas para se preparar]

 

Quais são os diferentes tipos de feedback?

Ao longo da nossa jornada profissional, é comum que nos deparemos com várias situações que exigem uma abordagem específica em termos de comunicação e feedback. 

Abaixo, vamos explorar os tipos mais comuns e apresentar exemplos concretos para ilustrar cada um. Confira!

 

Feedback positivo

Esse tipo de feedback destaca os pontos fortes, as realizações e os comportamentos desejáveis. Ele serve para reconhecer e reforçar ações e comportamentos que são benéficos e que devem ser repetidos. 

✨ Exemplo 1: “Sua apresentação na reunião de hoje foi excepcional. As informações estavam claras e você se comunicou com confiança.”

✨ Exemplo 2: “Agradeço pela sua proatividade em organizar os arquivos da equipe. Isso facilitou muito o fluxo de trabalho para todos.”

✨ Exemplo 3: “Estou impressionado como a maneira como você lidou com aquele cliente difícil. Sua paciência e profissionalismo realmente brilharam.”

 

Feedback construtivo (ou negativo)

Esse feedback não é necessariamente “negativo”, mas visa oferecer sugestões para o desenvolvimento ou mudança em um comportamento específico. É uma oportunidade de crescimento e aprendizado. 

Na Feedz, entendemos que se o feedback for bem estruturado (como deve ser!), até mesmo o feedback “negativo” se tornará construtivo, porque irá focar no desenvolvimento profissional.

✨ Exemplo 1: “Notei que os relatórios têm sido entregues após o prazo nas últimas semanas. Você tem enfrentado algum desafio ou há algo em que posso ajudar para garantir que possamos mantê-los pontuais no futuro?”

✨ Exemplo 2: “Observei que durante as reuniões você tem sido mais reservado. Sua perspectiva é valiosa para a equipe. Poderia considerar compartilhar mais suas ideias? Se houver alguma barreira, por favor, me informe para podermos abordá-la juntos.”

✨ Exemplo 3: “A ideia principal do projeto foi inovadora e valiosa. No entanto, sinto que a execução poderia se beneficiar de mais detalhes em certas áreas. Talvez possamos nos sentar juntos e discutir maneiras de aprimorá-lo?”

👉 Feedback negativo: Por que evitar e como substituir?

 

Feedback informal

São aqueles comentários casuais ou observações feitas no dia a dia, fora daquelas configurações formais de revisão ou avaliação, por exemplo. Geralmente são espontâneos e podem ser tanto positivos quanto construtivos. 

✨ Exemplo 1: “Vi que você ajudou o novo membro da equipe a se acomodar hoje. Isso foi realmente simpático da sua parte.”

✨ Exemplo 2: “Você tem trabalhado até tarde recentemente. Está tudo bem?”

✨ Exemplo 3: “Gostei da sua perspectiva naquela conversa durante o almoço. Nunca tinha pensado daquela maneira.”

 

Feedback formal

Em muitas empresas, esse tipo de feedback é programado para avaliações de desempenho, revisões trimestrais ou anuais, e/ou sessões de feedback após a entrega de projetos significativos. 

Uma plataforma que possibilite o envio e solicitação de feedback, como a Feedz, por exemplo, pode tornar essas trocas mais rápidas e frequentes entre líderes e liderados. 

✨ Exemplo 1: “Ao avaliar os últimos três meses, observei que você assumiu responsabilidades adicionais com o projeto X e demonstrou uma gestão de tempo eficiente. Gostaria de discutir como você se sente nesse novo papel e se há recursos adicionais que poderiam apoiá-lo ainda mais.”

✨ Exemplo 2: “Nossos KPIs do último trimestre mostram que sua contribuição para a equipe tem sido valiosa, especialmente no que diz respeito ao engajamento do cliente. Vamos discutir estratégias que podem replicar esse sucesso em outras áreas?”

✨ Exemplo 3: “No trimestre passado, houve um aumento perceptível na colaboração entre os departamentos. Como você teve um papel fundamental nisso, gostaria de entender suas estratégias e como podemos implementar práticas semelhantes de maneira mais ampla na organização.”

 

 

Principais modelos de feedback 

A arte de fornecer feedback eficaz tem sido aprimorada ao longo dos anos por meio de diversos métodos e técnicas. Esses modelos podem facilitar a comunicação, promover a compreensão e encorajar ações construtivas. 

A seguir, vamos explorar alguns dos modelos mais populares no ambiente profissional. 

 

Modelo SCI 

O modelo SCI (Situação, Comportamento e Impacto) é uma abordagem estruturada para feedback. Ele orienta o comunicador a: 

  • Situação: descrever a situação específica em que o comportamento ocorreu.
  • Comportamento: esclarecer o comportamento observado, sem julgamento ou avaliação.
  • Impacto: comunicar o efeito ou resultado desse comportamento na pessoa, equipe ou projeto.

 

Exemplo: Durante a reunião de equipe na terça-feira (Situação), notei que você falou várias vezes enquanto outros estavam falando (Comportamento). Isso fez com que algumas pessoas ficassem hesitantes em compartilhar suas ideias (Impacto).

 

Modelo de Comunicação Não Violento (CNV)

A Comunicação Não Violenta é um modelo que promove a empatia e a compreensão mútua. O feedback baseado na CNV segue quatro etapas:

  • Observação: descrever o que foi observado sem avaliação.
  • Sentimento: expressar como você se sentiu em relação ao que observou.
  • Necessidade: identificar a necessidade ou valor que causou o sentimento.
  • Pedido: fazer um pedido claro, específico e realizável relacionado à necessidade identificada.

 

Exemplo: Quando vi que a apresentação não estava pronta para a reunião (Observação), me senti preocupado (Sentimento) porque precisamos manter a confiança do cliente (Necessidade). Você poderia nos atualizar sobre seu progresso antes da próxima reunião? (Pedido).

👉 Leitura recomendada: Exercícios práticos de comunicação não violenta no ambiente de trabalho

 

Feedback Sanduíche

Esse modelo envolve começar e terminar com comentários positivos (como as “fatias do pão”), enquanto o feedback construtivo é dado no meio (como o “recheio”). 

Exemplo: Você fez um ótimo trabalho ao reunir todos os dados necessários para o projeto (Positivo). No entanto, percebi que algumas análises podem ser aprimoradas para maior clareza (Construtivo). No geral, sua dedicação ao projeto é evidente e apreciada (Positivo).

👉 Leitura recomendada: Feedback sanduíche: por que não usar?

 

Feedforward

O propósito do feedforward é direcionar o olhar para o futuro. Por isso, o foco é no que pode ser feito para melhorar um desempenho, desenvolver novas habilidades ou alcançar os resultados esperados. A ideia é ajudar as pessoas a visualizar e planejar o que podem fazer de diferente da próxima vez.

O feedforward é particularmente útil porque:

  • É orientado para o futuro: em vez de focar no que já aconteceu, concentra-se no que pode ser feito daqui para frente.
  • Promove um mindset positivo: ao oferecer sugestões construtivas, o feedforward evita a negatividade e promove um ambiente mais aberto à mudança.
  • É mais estratégico: em vez de corrigir erros, o feedforward ajuda os indivíduos a planejar e preparar-se melhor para futuros desafios.

 

Exemplo: Em vez de dizer “Na última reunião, você não parecia preparado e perdeu alguns pontos chave” (feedback), você pode optar por: “Para a próxima reunião, sugiro que você organize seus pontos principais em um slide e ensaie com um colega antes da apresentação” (feedforward).

 

Método de Feedback: Começar, Parar e Continuar

Este é o método de feedback utilizado pela Netflix. Basicamente consiste em fazer três perguntas: 

  • O que você deve parar de fazer? 
  • O que você deve começar a fazer?
  • O que você deve continuar a fazer?

 

Exemplo: Seria ótimo se você começasse a compartilhar atualizações semanais com a equipe (Começar). Recomendo que pare de trabalhar até tarde todos os dias para evitar o burnout (Parar). Continue com sua excelente comunicação e abordagem colaborativa nos projetos (Continuar).

método netflix de feedback

 

Melhores práticas para oferecer e receber um feedback

Oferecer e receber feedback é uma habilidade essencial no ambiente profissional. Embora pareça simples, dar e receber um feedback de maneira eficaz requer prática, empatia e entendimento.

Ao estabelecer uma cultura de feedback na sua empresa, é importante destacar algumas das melhores práticas para ajudar a tornar essa troca mais significativa e produtiva. São elas:

  • Foque no comportamento e não na pessoa: o feedback não é um ataque pessoal. Por exemplo, ao invés de dizer “Você é desorganizado!”, você pode usar “Notei que o relatório tinha algumas inconsistências. Vamos discutir maneiras de melhorar isso?”
  • Esteja aberto ao diálogo: evite ficar na defensiva e faça perguntas para esclarecer qualquer ponto que não esteja claro. Lembre-se que o feedback é uma oportunidade de crescimento, e estar disposto a discutir e entender é parte fundamental desse processo. 
  • Solicite feedback regularmente: quanto mais solicitarmos feedbacks com frequência, mais confortáveis nos tornamos ao recebê-los. Além disso, evitamos surpresas e temos a chance de ajustar o nosso comportamento conforme necessário. 
  • Reflita e planeje ações: reserve um tempo para refletir sobre ele e identifique quais ações podem ser tomadas para melhorar ou aprimorar suas habilidades. 

 

👉 Leia também: Como agradecer um elogio profissional no ambiente de trabalho

 

Passo a passo de como fazer um feedback estruturado

Um feedback estruturado não apenas comunica claramente o ponto em questão, mas também tem uma chance maior de ser aceito. Se você ainda tem dúvidas de como fazer isso, confira o passo a passo para montar um feedback incrível a seguir: 

 

1. Prepare-se com antecedência

Antes de dar feedback para alguém, dedique um tempo para se preparar e reunir informações específicas sobre o comportamento ou desempenho que você deseja abordar. 

Pergunte-se: “Qual é o objetivo deste feedback?” e “O que eu espero alcançar com ele?”

Ter essa clareza sobre as suas intenções ajudará a moldar a conversa de forma produtiva. 

 

2. Escolha um ambiente adequado

Procure um local tranquilo, livre de distrações e em que ambas as partes se sintam à vontade. Em um ambiente mais confortável e privado, as pessoas tendem a estar mais abertas e receptivas ao feedback. 

Evite dar feedbacks construtivos em público ou em momentos de alta pressão. 

 

3. Seja específico e baseado em fatos

Um feedback vago pode ser confuso e menos impactante. Por isso, baseie-se em comportamentos ou ações observáveis. 

Por exemplo, em vez de dizer “Você fez um bom trabalho”, é mais útil dizer “A maneira como você gerenciou a reunião de projeto foi eficaz; a equipe saiu com ações claras e sentiu-se motivada.”

 

4. Promova o diálogo

Após dar o seu feedback, dê a oportunidade da outra pessoa responder. Ela pode ter informações ou perspectivas que você não conhece. Portanto, encoraje o diálogo e se mantenha aberto! 

 

5. Ofereça apoio e recursos 

Se o feedback envolve alguma área de melhoria, discuta as possíveis soluções ou recursos que possam ajudar. Pode ser um curso adicional, uma mentoria, ou outras formas de apoio. 

Por isso, é importante entender com a pessoa qual tipo de auxílio ela gostaria de receber. 

 

6. Estabeleça ações futuras 

Para finalizar a conversa, defina passos claros para o futuro. Pode ser um plano de ação, um acompanhamento ou uma definição de metas. 

Nesse momento, é importante que as partes saiam da conversa com uma compreensão clara do caminho a seguir é crucial. 

 

O que não fazer ao dar um feedback? 

Agora que você aprendeu as melhores práticas para oferecer e receber um feedback, podemos dizer que você já sabe o que não fazer. Entretanto, para não restar dúvidas, listamos o que evitar na hora do feedback. Confira: 

  • Não seja subjetivo: evite expressões ou afirmações generalistas que podem fazer a pessoa se sentir atacada ou desmotivada; 
  • Não seja pessoal: lembre-se que o foco é no comportamento, não na pessoa, portanto, evite comentários ofensivos ou que possam ser interpretados como uma crítica pessoal;  
  • Não seja vago: dê exemplos específicos do comportamento ou performance que você está comentando; 
  • Evite se atrasar: caso aconteça algum imprevisto, avise quanto antes a outra pessoa;
  • Não seja impositivo: deixe claro que o feedback é apenas uma opinião e que o receptor tem a liberdade de aceitar ou não as sugestões; 
  • Não fale no calor do momento: é importante esperar até que todos estejam calmos para dar o feedback; 
  • Não faça comparações: dizer coisas como “por que você não pode ser mais como Fulano?” não é construtivo e pode criar animosidade entre o time. 

 

20 Exemplos de feedbacks escritos

A seguir, listaremos alguns exemplos de feedbacks para você se inspirar na hora de preparar o seu. Confira! 

  1. “Durante o último projeto, sua iniciativa de coordenar as reuniões foi decisiva para manter todos alinhados. Isso contribuiu significativamente para o sucesso do projeto.”
  2. “Sua apresentação na reunião de clientes foi articulada. Para aprimorar, sugiro incluir mais dados quantitativos na próxima. Posso te indicar alguns recursos que ajudam nisso.”
  3. “Valorizo como você sempre está disposto a ajudar os novos membros da equipe. É uma demonstração genuína de liderança e espírito de equipe.”
  4. “Observei que alguns prazos têm sido desafiadores para você. Podemos trabalhar juntos em estratégias ou ferramentas que te auxiliem na gestão de tempo?”
  5. “A maneira como você integrou os feedbacks anteriores e aprimorou nossos processos mostra sua dedicação e adaptabilidade.”
  6. “Sua participação nas reuniões é valiosa. Encorajo você a compartilhar mais suas ideias. Se precisar de apoio para se sentir mais confortável, podemos buscar técnicas juntos.”
  7. “A campanha de marketing que você conduziu teve uma criatividade excepcional e realmente chamou a atenção do público. Parabéns!”
  8. “Notei que, em situações de pressão, a comunicação tende a ser um pouco tensa. Talvez um treinamento em gestão de estresse possa ser útil. Estou aqui para apoiar.”
  9. “Sua habilidade analítica, especialmente no último relatório, foi fundamental para identificarmos novas oportunidades.”
  10. “Ao entregar relatórios, sugiro que simplifique alguns pontos para facilitar a compreensão geral. Posso ajudar a identificar quais partes podem ser sintetizadas.”
  11. “Seu comprometimento e disposição para se adaptar, como demonstrado na implementação do novo sistema, foi exemplar.”
  12. “Na reunião da semana passada, percebi algumas interrupções. É importante dar espaço para todos falarem. Se ajudar, podemos praticar técnicas de escuta ativa juntos.”
  13. “Você fez um excelente trabalho em gerenciar e resolver conflitos na equipe recentemente. Isso ajudou a criar um ambiente de trabalho mais harmônico.”
  14. “Enquanto sua ética de trabalho é impressionante, é vital cuidar do equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Vamos discutir maneiras de delegar tarefas ou ajustar sua carga de trabalho?”
  15. “Sua proatividade em buscar novas soluções e inovações é uma das qualidades que realmente aprecio.”
  16. “Notei que às vezes há hesitação em delegar tarefas. Para otimizar a eficiência, podemos trabalhar juntos para identificar oportunidades de delegação.”
  17. “A colaboração que você promoveu entre os departamentos tem sido fundamental para projetos interdisciplinares de sucesso.”
  18. “Percebi que o feedback pode, às vezes, ser uma área desafiadora para você. Que tal considerarmos uma formação em comunicação eficaz?”
  19. “Sua capacidade de se comunicar de forma clara e concisa tem sido uma vantagem, especialmente em apresentações para clientes.”
  20. “Em algumas discussões, sinto que a preparação prévia poderia ser aprimorada. Podemos juntos criar uma checklist para te auxiliar?”

 

👉 60 perguntas para criar um formulário de feedback

 

Como o feedback pode ajudar a avaliação de desempenho?

Em muitas empresas, o feedback é reservado para momentos específicos, como as avaliações anuais de desempenho. Esse método tradicional pode levar a lacunas de comunicação, em que os colaboradores estão incertos sobre seu desempenho. 

A melhor maneira para evitar que isso aconteça é integrar o feedback contínua à rotina de trabalho. 

Colaboradores que recebem feedback regularmente estão melhor preparados para compreender suas responsabilidades, alinhar-se aos objetivos da empresa e trabalhar nos pontos que exigem atenção. 

Assim, quando chega o momento da avaliação, o processo é menos sobre surpresas e mais sobre reconhecimento do progresso e planejamento para o futuro. 

👉 Leia mais em: Feedback vs Avaliação de Desempenho: Diferenças e benefícios

 

Feedz: uma plataforma para fortalecer a cultura de feedback

Você sabia que o nome Feedz se deriva da palavra feedback? Por isso, aqui na empresa entendemos que o feedback é um presente! 🎁

Com isso, entendemos que uma cultura de feedback bem estruturada reforça a ideia de que o crescimento e o aprendizado são processos contínuos, e não eventos isolados. 

Para criar ambientes de trabalho mais felizes, produtivos, engajados e motivados, conte com a Feedz. Uma plataforma de gestão de pessoas completa que ajuda o seu RH a cuidar da jornada do colaborador de ponta a ponta. 

Ao contratar uma das soluções da Feedz, você ganha outras funcionalidades bônus que permitem tornar o feedback parte do DNA da sua empresa. 

Conheça agora mesmo a plataforma e o que ela pode fazer pelo seu RH! Preencha o formulário e solicite uma demonstração gratuita. 👇

Nenhum post relacionado encontrado

Veja o que estão comentando

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Antonieta Mairla
Antonieta Mairla
9 meses atrás

Esse conteúdo é muito satisfatório e rico de informações e conhecimento.

Preencha o formulário abaixo e em breve o nosso time de especialistas entrará em contato!