Feedback negativo: Por que evitar e como substituir?

Um feedback negativo pode trazer consequências prejudiciais ao desempenho e motivação dos seus colaboradores. Saiba como substituí-lo.


Dar feedback pode ser especialmente difícil quando tratamos de um feedback negativo. Isso porque é preciso tomar cuidado para não desmotivar o colaborador e nem o desencorajar.

No entanto, sabemos que muitas vezes o ato de abordar aspectos não tão positivos serve para ajudar no crescimento do profissional. Então, como fazer?

Já que o feedback é indispensável para aumentar a produtividade e a motivação dos colaboradores, neste artigo mostramos a você como é possível transformar um retorno negativo em algo que seja motivador aos seus funcionários. Confira!

Guia prático para estruturar um programa de feedback

 

O que é geralmente considerado feedback negativo?

Primeiro, entenda que o feedback serve para alinhar líderes e seus liderados e é crucial para a retenção de talentos.  É também bastante útil para ajudar no desenvolvimento contínuo de cada integrante do capital humano da empresa. 

Um feedback é negativo quando o retorno que precisa ser dado é para chamar a atenção do colaborador sobre algum aspecto de seu comportamento ou desempenho que deixa a desejar

Por exemplo, um funcionário que chega sempre atrasado ou que não cumpre prazos, certamente precisará ter esses pontos abordados em sua avaliação de desempenho.

Observe que o feedback negativo é fundamental para garantir que falhas não se repitam e para que o profissional tenha a oportunidade de melhorar determinadas características relacionadas ao seu desempenho.

No entanto, na hora de dar um feedback desse tipo, é importante entender como comunicá-lo. Continue a leitura para entender. 

 

Por que evitar o feedback negativo no ambiente de trabalho 

Existem diversos tipos de feedback e todos servem para incentivar os colaboradores. Mas o fato é que ninguém gosta de levar um puxão de orelha, concorda? 

Dependendo do motivo, uma chamada de atenção pode minar a motivação do funcionário e prejudicar o desempenho até mesmo da equipe. Em médio prazo, se os feedbacks negativos forem constantes, até o clima organizacional pode ser prejudicado.

Por essa razão, entender como dar um retorno negativo é crucial para garantir que a mensagem seja bem recebida, possa incentivar o profissional a melhorar e que o ambiente de trabalho continue harmonioso.

Do contrário, é provável que a pessoa perca inclusive o interesse em trabalhar na empresa.

Perceba que não se trata de ignorar os pontos de melhoria e as deficiências dos funcionários, mas sim de fazer isso de uma maneira construtiva. Para tanto, é necessário evitar a visão negativa e adotar uma abordagem diferente

A fim de ilustrar, imagine uma pessoa que tenha a tendência de ser sempre negativa durante a execução de projetos.

Se o gestor apenas apontar esse comportamento, o colaborador pode agir para se defender. Por outro lado, se ele apresentar exemplos e ser específico, poderá até mesmo ajudar o funcionário a trabalhar esse ponto do seu comportamento.

 

Alternativas construtivas ao feedback negativo 

Você entendeu o que é feedback negativo e porque é preciso ter cuidado na hora de dá-lo. Também sabe que ajudar os profissionais a se desenvolverem significa fazê-los enxergar padrões e atitudes que podem estar prejudicando a performance deles

A fim de dar um retorno com o intuito de focar em ações e itens que devem ser melhorados, tome cuidado com as palavras que for usar. Dito de outra maneira, em vez de focar nos pontos negativos, procure entender o que está acontecendo.

Uma alternativa é perguntar para o profissional se existe algo que esteja incomodando-o ou que ele perceba que precisa ser melhorado. Por exemplo, um funcionário pode não ter cumprido as metas porque estava com alta carga de trabalho. 

Note que, no lugar de dizer “fulano, você não cumpriu as metas estabelecidas para o projeto. Isso prejudicou a área”, diga: “fulano, o projeto chegou ao fim e analisando os KPIs, suas metas não foram batidas. O que você acha que faltou para conseguir atingir os resultados?”.

Ou, ainda “você sentiu falta de suporte?”. Essas são apenas algumas ideias, mas o importante é entender que na hora de comunicar um feedback negativo, faça de uma maneira que demonstre interesse em entender o que aconteceu.

Outra alternativa é “jogar a bola” para o colaborador para que ele mesmo avalie o que aconteceu ou está acontecendo. Muitas vezes, os funcionários têm atitudes e comportamentos que nem se dão conta. 

O problema é que esses mesmos comportamentos/atitudes podem ser barreiras para o próprio profissional se desenvolver. Ao adotar um feedback estruturado é possível guiar o colaborador para que ele mesmo perceba o que está acontecendo.

👉Feedback de desenvolvimento: o que é e 10 exemplos de como dar
👉20 exemplos de feedback escrito para engajar os colaboradores!

 

Dicas para entregar feedback de forma positiva

Para evitar o feedback negativo, mas ao mesmo tempo tratar dos pontos de melhoria, foque em uma entrega positiva. Isso significa abordar os problemas de um jeito mais humanizado e com uma comunicação não-violenta.

Algumas dicas podem ajudar, como:

  • Comece pelos pontos positivos e realizações, apresentando as evidências do porquê esses aspectos estão sendo apresentados. Pode ser a análise dos KPIs, um feedback de um par, algum comportamento que chamou a atenção etc.
  • Sempre que a situação permitir, procure saber como a empresa pode ajudar
  • Ofereça soluções e alternativas. Dê também sugestões que podem contribuir para a mudança de comportamento, melhoria etc.
  • Na hora de conversar, certifique-se de que o lugar tenha privacidade. 
  • Dê o feedback por meio de uma conversa olho no olho, isto é, evite mensagens trocadas por e-mails.
  • Caso note que a conversa esteja ficando difícil, opte por continuar a reunião outro dia, dando um tempo para o profissional digerir tudo.
  • Não perca o timing. Caso algo não esteja bom, não espere muito tempo para conversar com o profissional. 
  • Monte um plano de ação juntamente com o funcionário para ser executado logo após o feedback. 
  • Seja empático na hora de dar o feedback. Uma dica é colocar-se no lugar do outro e se perguntar “como eu gostaria de ouvir isso?”.
  • Deixe claro que o feedback é sobre evolução. Encerre a conversa com uma mensagem positiva e dando espaço ao funcionário para sempre procurar você quando houver necessidade.
  • Dê espaço para ouvir. Procure passar a mensagem, mas mostre que você tem interesse genuíno em entender o outro lado. Para isso, ouça ativamente.

 

Dica extra!

Além desses pontos, compartilhamos um kit completo com ebooks e modelo editável para você começar a colocar em prática o feedback construtivo. Clique na imagem abaixo e baixe-o gratuitamente.

Baixar o kit completo com vários materiais sobre feedback.

 

Ferramenta que ajuda a construir uma cultura de feedback

Uma cultura do feedback faz parte de qualquer empresa que deseje proporcionar um bom ambiente de trabalho e, de quebra, ter times produtivos e que vestem a camisa da empresa. 

Organizações com essa visão costumam dar feedbacks frequentes e, assim, são muito mais ágeis a lidar com problemas e a encontrar soluções, bem como possuem uma mentalidade de crescimento. 

Nós podemos ajudar a sua empresa a construir essa cultura!  Aqui na Feedz, acreditamos na tecnologia para tornar cada atividade mais fácil. 

Por isso, desenvolvemos uma plataforma que permite fazer todo o gerenciamento de desempenho e reconhecimento, incluindo metas, feedbacks, 1:1, celebrações, incentivos, termômetro emocional e muito mais!

Além disso, a solução permite a criação de modelos de feedback personalizados e a avaliação do colaborador por todos a sua volta (feedback 360º).

Saiba mais sobre como a ferramenta funciona! Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração da nossa plataforma. 👇

Nenhum post relacionado encontrado

Veja o que estão comentando

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Preencha o formulário abaixo e em breve o nosso time de especialistas entrará em contato!