Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

10 tipos de feedback e como usá-los

É de comum conhecimento que receber um feedback é como receber um presente, mas você sabia que eles não são todos iguais e existem diferentes tipos de feedback?

Sim, há mais do que apenas um tipo. Na verdade, existem feedbacks que variam de fontes a tom e qualidade. 

Com diferentes tipos de feedback disponíveis, é importante se familiarizar com quando usar cada tipo.

Esse artigo foi escrito com o objetivo de fornecer conselhos práticos sobre os vários tipos de feedbacks.

Mas primeiro vamos ver uma questão fundamental.

 

O que é feedback e qual a sua importância no local de trabalho?

Em termos práticos, o feedback construtivo é um conselho específico que aborda uma questão específica. 

O valor do feedback positivo nos funcionários é muito claro. Ele reforça os comportamentos corretos e está diretamente ligado ao aumento do engajamento e da produtividade no trabalho dos funcionários. 

O feedback negativo é igualmente importante. Quando fornecido de forma construtiva, ele reduz comportamentos negativos e ajuda os funcionários a entender seus pontos fortes e fracos. 

Assim, o feedback certo, dado em um momento decisivo, pode ter um impacto significativo sobre comportamentos, habilidades e, em última instância, carreiras.

 

10 tipos de feedback

Tipos de feedback

Lembre-se: O feedback é um presente!

O feedback pode servir a vários propósitos e assumir várias formas. Cada tipo de feedback tem seu lugar no aprimoramento do colaborador. De acordo com o artigo da Valamis,  existem pelo menos 10 tipos de feedbacks. 

 

1. Feedback formal

Esse tipo de feedback é o mais óbvio e pode assumir a forma de uma avaliação de desempenho anual. O feedback formal é normalmente organizado e pode ser pré-planejado.

Essas conversas permitem que o empregador e o funcionário discutam abertamente áreas problemáticas, coisas que estão indo bem, questões abertas e muito mais.

O funcionário deve saber quais serão os tópicos da conversa para que possa se preparar.

 

2. Feedback informal

Esse é o tipo de feedback mais comum que ocorre no local de trabalho, também conhecido como feedback contínuo. Pode acontecer a qualquer momento, entre qualquer pessoa, e pode ser tão eficaz e útil quanto improdutivo e prejudicial.

Esse tipo de feedback é geralmente muito espontâneo e muitas vezes não solicitado.

O feedback informal pode ajudar a construir um ambiente de trabalho de cooperação, quando compartilhado da maneira certa.

Esse tipo de feedback pode variar muito, desde um simples ‘bom trabalho naquela apresentação’ a algo mais substantivo, como mostrar a alguém uma nova maneira de fazer algo.

 

3. Feedback Peer to Peer/Ponto a Ponto

Os colegas de trabalho estão constantemente dando feedback uns aos outros sem saber. Isso ocorre porque geralmente vem na forma de feedback informal.

Os colegas compartilham conhecimentos sobre como o trabalho é feito com novos colaboradores, eles sempre ajudam os outros a acrescentar coisas em seu conhecimento.

Um ambiente de trabalho vai ser mais feliz quando houver feedback ponto a ponto eficaz. Esse tipo de feedback deve ser compartilhado positivamente, pois o feedback negativo dos colegas pode causar tensões. Portanto, é muito importante saber dar feedback construtivo no trabalho.

Por exemplo: Entrou um novo funcionário na equipe. Ele ainda está aprendendo a usar o software. Seu companheiro de equipe percebeu que ele estava realizando uma tarefa genérica, mas demorando mais do que o esperado. Então, ele decidiu mostrar ao novo colaborador um atalho de teclado útil para minimizar o tempo gasto nessa tarefa.

 

4. Auto-feedback

Um auto-feedback é uma forma de feedback autônomo que os funcionários podem dar a si mesmos.

Ou seja, os indivíduos identificam seus pontos fracos e podem buscar uma maneira de melhorar. Inclusive, eles podem compartilhar isso com colegas ou com a gerência na esperança de apoio.

Um local de trabalho que incentiva os funcionários a darem feedback para si mesmos pode ajudá-los a definir metas para o futuro.

É importante ter tempo e incentivo para a autorreflexão e os funcionários podem se beneficiar muito com isso.

Por exemplo: Um funcionário pode reconhecer que há uma lacuna em seu conhecimento. Ele pode passar algum tempo estudando o assunto, fazer um curso e também abordar seu gerente para pedir orientação nessa área.

 

5. Feedback construtivo

O feedback construtivo deve se concentrar no trabalho e não na pessoa e deve ter um ponto forte que beneficia o colaborador no futuro.

Deve ser construído em torno de observações feitas sobre o trabalho e os resultados da pessoa.

 

6. Feedback destrutivo

O feedback destrutivo é o oposto direto do feedback construtivo e não é muito útil. Em vez de se concentrar no trabalho, o feedback destrutivo se concentrará no indivíduo e é de natureza muito pessoal.

Há poucos conselhos produtivos dados e o feedback tende a apontar falhas sem soluções.

Entre os tipos de feedback, esse daqui é o que não deve ser dado.

 

7. Feedback de elogios

O elogio pode ser um excelente motivador e o local de trabalho se beneficiará com um feedback positivo.

Os funcionários gostam de se sentir valorizados e provavelmente serão funcionários leais para as empresas que se relacionam com eles dessa forma.

A apreciação pode vir de pequenos comentários informais sobre o trabalho até um grande reconhecimento, como prêmios por um bom trabalho.

Aqui estão alguns exemplos de quando usar elogios:

  • Quando alguém superou as expectativas;
  • Identificou uma nova forma de realizar uma tarefa e economizar tempo;
  • Melhorou a qualidade do seu trabalho;
  • Ajudou seu colega em uma tarefa difícil

Elogios são uma coisa maravilhosa de se ter em abundância no trabalho; no entanto, elogiar demais pode ser uma coisa ruim. Isso acontece porque os funcionários não se sentirão tão desafiados se forem constantemente elogiados.

 

8. Críticas também fazem parte dos tipos de feedback

Essa é a forma mais negativa de feedback que deve ser abordada com cuidado para evitar que os funcionários se sintam mal.

A crítica só deve ser compartilhada construtivamente e não como um método para rebaixar alguém.

Esse tipo de feedback no local de trabalho é usado para chamar a atenção para o trabalho de alguém que pode não estar à altura.

A crítica pode ser usada para avaliar as áreas de desempenho que precisam de melhorias.

Se a crítica não tiver conclusões práticas, você corre o risco de os funcionários se sentirem abatidos e subestimados.

Você pode usar um feedback de críticas quando:

  • Falar sobre áreas de melhoria com conselhos sobre como fazer isso;
  • Em reuniões programadas, como sua revisão anual;

A crítica deve ocorrer em um ambiente privado, pois o funcionário se sentirá prejudicado se for feita na frente de seus colegas. O feedback negativo pode ser difícil de engolir, portanto, criar um ambiente saudável é muito importante.

 

9. Feedback de incentivo

O tipo certo de feedback pode ser muito inspirador para os funcionários. Ao ter sessões de feedback menores com foco no incentivo, você pode criar um ambiente de trabalho com segurança emocional, mais seguro e amigável.

Assim, nesse tipo de feedback, existe uma ênfase maior no trabalho que está sendo feito, em vez de nas metas.

O incentivo pode ser dado formal ou informalmente, como parte de uma avaliação de desempenho ou um rápido comentário sobre algum bom trabalho.

Alguns exemplos de quando usar o incentivo:

  • Quando um funcionário atinge um novo marco;
  • Quando alguém faz mais do que foi pedido;
  • Para comemorar o sucesso com sua equipe;
  • Durante uma reunião de equipe.

 

10. Feedback de avaliação

Esse tipo de feedback é geralmente usado para atualizar um funcionário sobre seu desempenho atual.

Isso é útil porque mantém os funcionários informados sobre as expectativas, a segurança no trabalho e o desempenho deles.

As avaliações são uma oportunidade para assegurar aos trabalhadores que eles estão tendo um bom desempenho. Esse tipo de sessão de feedback também é uma ótima maneira de discutir áreas de melhoria. 

O feedback da avaliação pode ser fornecido frequentemente como uma forma de monitorar o desempenho de um funcionário e mantê-lo informado. 

Aqui estão alguns bons momentos para usar o feedback de avaliações:

  • Em uma avaliação de desempenho anual;
  • Reuniões regulares durante o período de onboarding remoto;
  • Após eventos importantes, como perder ou ganhar um novo cliente;
  • Quando um funcionário solicita um.

 

Qual devo escolher entre os tipos de feedback?

Feedback positivo e útil é a melhor maneira de estabelecer uma cultura de feedback

Quer você seja um gerente ou um funcionário, a mensagem é a mesma: as pessoas respondem bem a elogios, incentivo e orientação. 

Assim, concentre-se em encorajar um comportamento positivo futuro e não se apegue ao passado.

Não é a coisa mais fácil de se conseguir, mas fazer parte de uma empresa que se orgulha de ter uma cultura de feedback saudável é inestimável.

Gabriel Leite

Gabriel Leite

Voar pelo conteúdo

A plataforma completa para aumentar o engajamento e desempenho de colaboradores

Outros conteúdos que você pode gostar

Cadastre-se e receba os melhores conteúdos sobre engajamento e desempenho em primeira mão!