Employee experience: como construir uma jornada de impacto para os colaboradores

Grupo de trabalho com um cachorro no escritório.

Definição de employee experience: significa experiência do funcionário, em tradução livre. 

Ou seja, employee experience é como os funcionários se sentem sobre o que encontram e observam ao longo de sua jornada em uma organização.

As empresas sempre estiveram atentas na experiência do cliente, e agora muitas equipes de recursos humanos passaram a examinar e medir a qualidade da experiência do funcionário.

Caso contrário, as empresas correm o risco de perder seus talentos para empresas melhores.

Uma boa experiência do colaborador tem um efeito poderoso, pois os funcionários ficam mais engajados, mais comprometidos com a empresa e se tornam defensores da marca.

Como Richard Branson disse (com razão):

 

“Os clientes não vêm em primeiro lugar. Os funcionários vêm em primeiro lugar. Se você cuidar de seus funcionários, eles cuidarão dos clientes”

 

Portanto, uma experiência satisfatória para o cliente começa com uma experiência significativa para o funcionário. Esse é o primeiro passo.

 

Diferença entre Employee Experience e Employee Engagement

employee experience vs engagement

Já vimos o que é employee experience, mas o que dizer de employee engagement? São a mesma coisa?

O employee engagement, (engajamento dos funcionários, em português) é a medida em que os funcionários estão comprometidos com a empresa.

Ou seja, o engajamento dos funcionários olha para a atitude de trabalho dos funcionários.

Por exemplo, as empresas com alto engajamento dos colaboradores têm uma força de trabalho motivada para alcançar metas ambiciosas.

Empresas que se preocupam com a experiência dos funcionários fornecem um ambiente de trabalho melhor, mais acolhedor, humanizado e feliz.

 

 

Exemplos de employee experience incluem todos os outros aspectos dos processos de uma empresa, inclusive o engajamento.

Pois, funcionários felizes ficam mais engajados e realizam as tarefas de maneira mais eficaz e eficiente.

 

Como melhorar o employee experience em uma empresa

De acordo com Jacob Morgan, existe uma Equação de Experiência do Funcionário. Ou seja: cultura + tecnologia + espaço físico = experiência do funcionário.

 

  • Tecnologia. Como uma empresa, você precisa usar ótimas ferramentas para criar confiança e engajamento com os funcionários. Portanto, a tecnologia é um fator vital em uma empresa desenhada por seres humanos.

 

  • Espaço físico. O layout e o design de tudo, das mesas, dos corredores, afetam a capacidade dos funcionários de realizar seu trabalho. Isso serve também para o home office. Melhore a experiência dos colaboradores oferecendo mais conforto e qualidade.

 

  • Cultura. Criar um ambiente onde as pessoas queiram trabalhar é cultura. Em outras palavras, “o jeito como fazemos as coisas por aqui”.

 

Essa abordagem é interessante pois oferece algumas maneiras tangíveis de melhorar a experiência do funcionário.

Com certeza, cada equipe de funcionários é diferente e o que funciona em uma empresa pode não funcionar em outra.

No entanto, o mais importante é que os funcionários sintam que o seu local de trabalho oferece algo muito valioso para suas necessidades de trabalho.

Aqui estão algumas maneiras que o RH pode criar experiências positivas para os funcionários. 👇

 

1. Simplifique o processo de contratação

Employee experience começa antes mesmo do candidato ser contratado. A impressão que eles têm da sua empresa começa no momento em que se candidatam a uma vaga.

E aí, como é o processo de contratação da sua empresa?

Se possível, comece com um processo de inscrição descomplicado.E lembre-se: a maioria dos candidatos usam o celular para ver oportunidades de emprego.

Portanto, tornar a interface compatível com dispositivos móveis pode fazer maravilhas para sua marca.

Esses pequenos ajustes podem falar muito sobre a cultura da sua empresa.

Os locais de trabalho modernos estão evoluindo muito rapidamente. As formas tradicionais de contratação também estão mudando.

Para acompanhar essa evolução, as empresas precisam projetar seus locais de trabalho de acordo.

 

 

2. Conheça os colaboradores

Assim como acontece no setor de marketing, por exemplo, uma das principais coisas a se realizar em qualquer estratégia é ter clareza sobre o público-alvo que queremos. 

A mesma coisa acontece em uma empresa na hora de criar employee experience. Os líderes e profissionais de RH devem conhecer bem seus funcionários, pois, só assim vão conseguir criar programas eficazes de benefícios que aumentam a felicidade.

Coisas que você pode fazer para conhecer melhor seus funcionários:

  1. Feedback contínuo
  2. Mentorar alguém
  3. Happy hours
  4. Jogar jogos
  5. One on one
  6. Almoçar junto
  7. Fazer uma caminhada juntos
  8. Permitir aos funcionários que tragam seu pet para o trabalho

 

3. Crie estratégias de engajamento

Sabe aquele funcionário que é tão fã da empresa que seu trabalho vai além das expectativas? 

Isso se chama engajamento. Essa atitude positiva costuma gerar um aumento na produtividade e maior conectividade entre os colegas. 

Mas, como criar estratégias de engajamento eficazes na sua empresa?

  1. Elabore planos de carreira
  2. Ofereça oportunidades de crescimento reais
  3. Reconheça os melhores desempenhos
  4. Promova a transparência
  5. Permita um feedback honesto
  6. Crie um ambiente de trabalho saudável

Embora essas estratégias sejam comprovadas para criar o engajamento dos funcionários, não tem como garantir que vão funcionar em sua empresa. 

Por isso, antes de começar a implementar uma nova estratégia, faça um balanço de onde você está como empresa e como está o engajamento dos funcionários atualmente. 

Assim, uma das maneiras mais eficazes de medir o engajamento é através de uma pesquisa de engajamento dos funcionários e com uma ouvidoria interna

 

4. Incentive a colaboração para não causar solidão nos colaboradores

Outra maneira de melhorar a experiência do funcionário é incentivar a colaboração entre os profissionais.

De acordo com especialistas em comportamento, a solidão, o burnout e o isolamento são problemas para os gestores se preocuparem.

Em alguns casos, esses problemas levam à depressão e à redução da imunidade. 

As empresas e seus departamentos de RH podem ajudar a combater esse problema, continuando a contratar funcionários pensando na diversidade. 

Isso ajuda a garantir que quem se sinta sozinho tenha pelo menos outra pessoa que compartilhe sua história e possa conversar.

Inclusive, empresas com grupos diversos de funcionários têm um quadro mais amplo de perspectivas, habilidades e experiências.

 

5. Busque feedback dos funcionários

Esse pode ser o aspecto mais importante para proporcionar employee experience. Pois, uma comunicação clara ajuda a reduzir mal-entendidos e resolver conflitos.

Também torna os funcionários engajados e leais à marca.

Os funcionários que dão feedback e conseguem ver suas sugestões implementadas se sentem valorizados e faz com que sintam que estão realmente fazendo a diferença para a empresa. 

 

6. Tenha uma cultura consolidada 

Existem outras estruturas que influenciam na experiência do colaborador. Isso inclui estruturas de reflexão, valores e comportamentos. Em outras palavras, a cultura da empresa.

A cultura organizacional é uma mistura de atitudes que criam o diferencial de uma empresa. Embora a cultura de cada empresa seja diferente, todas devem ter como objetivo criar uma experiência positiva para os funcionários.

Se você pretende adotar ou melhorar a cultura da sua empresa, se pergunte:

  • Estamos criando uma cultura que promove a criatividade, o engajamento e o empoderamento que permite os funcionários apresentarem novas ideias? 
  • Se sim, isso é apoiado pela empresa? 
  • Ou as ideias diferentes são destruídas antes mesmo de germinar? 

Às vezes, aumentar a experiência do funcionário não custa muito dinheiro. Outra boa abordagem para melhorar a experiência do colaborador é através de pesquisas de pulso.

 

7. Incentive o desenvolvimento profissional

Como sua empresa promove o crescimento pessoal e profissional dos colaboradores? 

Uma dica é organizar reuniões mensais em que alguém ministre cursos para que os funcionários aprendam uma nova habilidade. 

Os treinamentos podem ser variados, como dicas avançadas de Excel, soft skills ou comunicação interpessoal. 

Em suma, quando os funcionários sentem que estão crescendo, eles tendem a se envolver mais em seu trabalho e a ver a empresa de uma forma mais positiva.

Por outro lado, quando o funcionário sente que está estagnado em sua função atual, a chance de pedir demissão é muito alta.

 

8. Conduza desligamentos amigáveis

Às vezes, acontece que um funcionário pede para sair e você não pode evitar. No entanto, sempre é possível descobrir por que ele foi embora. 

Nesse caso, ao conduzir conversas de desligamento, você pode conseguir informações sobre a cultura da empresa, o comportamento dos funcionários e líderes, questões de gestão e assim por diante.

É importante manter um bom relacionamento com seus funcionários durante toda a jornada deles na empresa, pois se acontecer de algum desses funcionários saírem, eles dirão muito mais do que “o problema não é vocês, sou eu”.

Nesse sentido, é muito mais provável que eles façam críticas construtivas sobre o motivo pelo qual estão realmente saindo e isso pode ajudar a construir um plano de ação para evitar que isso se repita.

 

Como será a jornada de employee experience no futuro?

Pense em como a tecnologia está cada vez mais presente em nossas vidas e no nosso local de trabalho.

Hoje, temos conversas assíncronas (ou em tempo real, se quisermos) e temos softwares específicos para fazer a gestão de pessoas, além de muitas outras tecnologias.

Fornecer tecnologia aos funcionários usando esse estilo de conversação faz parte do employee experience porque imita a maneira como os funcionários se comunicam fora do local de trabalho.

Então, como o RH pode liderar a experiência do funcionário no futuro? Esse é um processo que envolve aprender sobre os valores dos funcionários, engajando-os para ajudar a cumprir as metas e recompensando-os pelo excelente trabalho.

Os resultados são uma experiência positiva, altas taxas de retenção de funcionários e melhor desempenho.

Analista de Conteúdo na Feedz, mais conhecido como Pai do Blog. Formado em jornalismo pela UFSC, especializado em produção de conteúdo digital e apaixonado por fazer da comunicação uma ferramenta de transformação social.
Back To Top