Técnicas de recrutamento e seleção: Guia atualizado para o RH

As técnicas de recrutamento e seleção certas ajudam na atração dos melhores talentos e na contratação do candidato ideal. Confira nosso guia.

Um RH que utiliza técnicas de recrutamento e seleção adequadas está pronto para atrair candidatos qualificados e filtrar os talentos até chegar ao profissional perfeito. 

Não é à toa que os processos de R&S são vistos como os pilares de equipes eficazes e de alta performance. Aliás, é justamente a importância atribuída a essas etapas que impulsiona a evolução constante das técnicas para atrair e selecionar talentos.

Neste post, explicaremos as diferenças entre recrutamento e seleção, e compartilharemos desde as técnicas mais modernas até as mais inovadoras para cada um dos processos.

Siga em frente com a leitura e fique por dentro das práticas do momento! 😀

Como montar um processo seletivo de cair o queixo

 

Entendendo o Recrutamento e a Seleção

O recrutamento e a seleção de talentos se destacam como atividades altamente estratégicas na gestão de pessoas.

Afinal, a execução bem-sucedida delas não apenas leva ao preenchimento de posições, mas molda diretamente o futuro das empresas.

É importante explicar que, embora seja comum usarmos as palavras “recrutamento” e “seleção” como se fossem uma coisa só, cada um desses processos desempenha papéis distintos, que se complementam.

O recrutamento se concentra exclusivamente na busca de profissionais para preencher uma vaga em aberto. Portanto, suas etapas incluem a criação do anúncio da vaga e sua divulgação em múltiplos canais, bem como a atração de talentos com fit para a posição.

a seleção entra em cena quando o RH analisa e faz a triagem dos currículos recebidos, chama os candidatos para participarem do processo seletivo e, ao final, escolhe aquele que possui mais aderência à oportunidade.

Em suma:

  • O recrutamento é a etapa inicial do processo. Ele começa com a busca por novos candidatos e termina com o encerramento das candidaturas.
  • Já a seleção é a etapa final. Ele inicia assim que as candidaturas terminam e encerra na escolha do candidato que será contratado.

Como estamos falando de processos diferentes, é válido observar que eles também envolvem técnicas distintas. Inclusive, é a adoção das técnicas certas para cada atividade que compõe o R&S que garantirá a eficácia e qualidade das contratações.

Em geral, ao escolher as técnicas de recrutamento e seleção certas, as empresas ganham:

👉 Como elaborar um processo de recrutamento e seleção do zero

👉 Importância do teste de perfil comportamental para o RH

 

 

3 Técnicas modernas de recrutamento

Para dar início à nossa lista de técnicas de recrutamento e seleção, vamos começar falando sobre o que há de mais moderno quando o assunto é recrutar talentos:

 

1. Recrutamento digital

O recrutamento digital é quando o RH utiliza a tecnologia como ferramenta para atrair os melhores talentos. 

Ou seja, ele usa os recursos digitais para tornar mais fácil a execução das etapas que envolvem o processo de recrutar profissionais.

Muitas pessoas pensam que recrutamento digital tem a ver apenas com o anúncio de vagas em redes sociais ou em plataformas. 

Apesar de isso fazer parte, uma estratégia de recrutamento digital adequada abrange outras etapas, como a criação da candidate persona e o desenvolvimento de uma descrição de vaga que converse com o público-alvo.    

Tudo isso dentro de um ambiente digital que otimiza o processo! Entenda mais em:

👉 Recrutamento Online: O que é, Vantagens e Como fazer

 

2. Inbound recruiting

Inbound recruiting vem do termo inbound marketing, que é uma estratégia voltada a fazer com que leads qualificados venham até a empresa, ao invés de a empresa ir até eles. Para isso, organizações investem em estratégias de conteúdo e marketing digital.

O inbound recruiting parte da mesma ideia: sua essência é despertar o interesse de profissionais para que eles queiram participar dos processos seletivos e integrar o capital humano da organização.

A ação é feita com base no engajamento e uma das melhores maneiras de conseguir realizá-la é nutrir frequentemente os profissionais com informações sobre a cultura corporativa, os valores, o ambiente de trabalho, as oportunidades de carreira etc.

 

3. Programas de indicação

Essa é uma estratégia que as empresas costumam adotar para incentivar seus funcionários a indicarem profissionais qualificados para as vagas de emprego.

Nesses casos, as indicações são recompensadas, geralmente com um bônus financeiro, quando o indicado passa pelo processo seletivo e é efetivamente contratado

Essa é uma ótima maneira de atrair talentos por meio de indicações vindas de quem já faz parte da sua empresa e que, portanto, tem tudo para ser uma fonte bastante confiável.

 

4 Estratégias inovadoras de seleção

Dando continuidade às técnicas de recrutamento e seleção mais inovadoras, o nosso foco agora é apresentar as melhores estratégias para selecionar o candidato ideal.

São elas:

1. Entrevistas estruturadas

As entrevistas estruturadas nada mais são do que perguntas estruturadas pelo recrutador em uma ordem definida para conduzir a conversa com o candidato. O objetivo é conseguir ter um meio de comparar os entrevistados em um contexto uniforme.

Em outras palavras, é feito um roteiro que deve ser seguido para todos os candidatos. Perceba que é uma estratégia oposta à entrevista não estruturada, pois esta possui mais flexibilidade.

No processo de seleção, as vantagens de seguir uma estrutura na hora de entrevistar o candidato são:

  • Reduzir os vieses inconscientes na escolha dos talentos;
  • Coletar informações consistentes e de modo ágil;
  • Mapear mais precisamente os candidatos com as habilidades e qualidades necessárias;
  • Diminuir o tempo dos recrutadores nas entrevistas.

 

2. Teste de perfil comportamental

O perfil comportamental do candidato é um ponto crucial para o sucesso da contratação. Não por acaso, os testes destinados a avaliar esse aspecto estão conquistando cada vez mais relevância na seleção de talentos.

Entre as abordagens que se destacam nesta frente está a metodologia DISC, avaliação que ajuda a classificar o comportamento das pessoas em relação a um ambiente ou situação a partir de quatro fatores: dominância, influência, estabilidade e conformidade.

Conheça mais sobre cada um deles:

  1.   Dominância (D): refere-se à inclinação para o controle, assertividade, poder e enfrentamento de desafios.
  2.   Influência (I): relaciona-se à expressividade, sociabilidade e habilidade interpessoal.
  3.   Estabilidade (S): envolve as características relacionadas à paciência, lealdade e persistência.
  4.   Conformidade (C): reflete a inclinação em relação a normas, procedimentos, estrutura, fatos, detalhes e organização.

Em suma, a aplicação do DISC ajuda o RH a identificar se o estilo de comportamento do candidato está alinhado com os requisitos da posição e com a cultura da empresa, levando a decisões mais certeiras.

 

3. Assessments de competência

Assessment é uma avaliação, isto é, uma maneira de fazer uma triagem dos profissionais que devem ou não seguir com o processo.

Nessa técnica de seleção, o RH aplica um teste – normalmente um questionário não muito extenso – para avaliar as habilidades intelectuais do candidato e se ele é capaz de atender aos requisitos da vaga

Além disso, com o assessment também é possível ter uma ideia se o profissional que está avaliado tem fit cultural com a empresa. 

 

 4. Inteligência artificial

A inteligência artificial pode ser utilizada em diferentes momentos do processo seletivo, como, por exemplo, na hora de realizar as entrevistas iniciais e coletar os primeiros dados dos candidatos. 

A tecnologia também pode auxiliar na identificação de lacunas em qualificações, experiência ou histórico. Aqui não nos alongaremos no tema, mas recomendamos a leitura de um artigo voltado inteiramente para isso:

👉 Como a inteligência artificial ajuda no recrutamento e seleção?

 

Outras técnicas de recrutamento e seleção

Existem ainda outras técnicas de recrutamento e seleção que sua empresa pode adotar, como:

  • Hunting: é a caça de talentos de maneira ativa. Nessa abordagem, o headhunter busca pelos profissionais mais qualificados e que tenham fit com o cargo em aberto. É mais utilizada para posições estratégicas.
  • People Analytics: utilizado para avaliar os perfis dos candidatos e identificar aqueles com mais chances de sucesso de ocupar uma posição.
  • Gamificação: é o uso de jogos para a avaliação de candidatos no processo de seleção. Por exemplo, por meio de um vídeo interativo é possível simular um contexto no qual o profissional precisa tomar uma decisão. 
  • Recrutamento interno: aproveitar os talentos que já fazem parte da empresa para preencher novas vagas. 

Há também diversos testes que o RH pode aplicar para ajudar na escolha do candidato perfeito. Confira em:

👉 Teste de recrutamento e seleção: como escolher o teste certo?

 

Como a Feedz pode otimizar o seu processo de recrutamento e seleção

As técnicas de recrutamento e seleção ajudam a tornar o processo mais eficaz e eficiente. E, por falar nisso, não poderíamos deixar de lembrar que colocá-las em prática torna-se mais fácil com a solução de Recrutamento e Seleção da Feedz.

Com a nossa tecnologia, além de otimizar e automatizar cada etapa, você tem acesso a funcionalidades para elaborar anúncios de vagas, atrair candidatos e contratar os melhores talentos em menos tempo

Além disso, agora a Feedz também conta com um teste de perfil comportamental baseado em DISC, capaz de proporcionar uma variedade de insights valiosos e contribuir para a formação de equipes coesas e eficazes.

Conheça mais sobre a solução de R&S da Feedz. Preencha o formulário abaixo e agende uma demonstração gratuita em 7 segundos! 

Nenhum post relacionado encontrado

Veja o que estão comentando

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Preencha o formulário abaixo e em breve o nosso time de especialistas entrará em contato!