Integração de novos colaboradores: dicas e passo a passo de como fazer

Como fazer integração de novos colaboradores

RH, você faz a integração de novos colaboradores? Se ainda não, então precisa entender qual a importância de realizar essa prática e descobrir como montar esse programa na sua empresa.

Afinal, nenhum recém-contratado conhece os processos internos, a cultura organizacional e outros detalhes da rotina corporativa. Entenda melhor, logo abaixo!

 

O que é integração de novos funcionários?

Se você ainda não conhece muito bem a integração de novos funcionários, então não precisa se preocupar porque iremos explicar. 

Esse tipo de integração é um processo preparatório que todo recém-contratado precisa passar no início da empresa. 

Funciona como um programa de treinamento para apresentar os processos, métodos, ações realizadas, cultura organizacional, funcionários, entre outras particularidades.

Isso porque o novo contratado pode se sentir deslocado no primeiro contato com a instituição e com seus novos colegas de trabalho. 

Além de apresentar as futuras atividades, as equipes e os processos, a integração deve mostrar os valores da empresa.

Checklist de admissão e planilha de onboarding

 

A importância da integração de novos colaboradores

Para começar a realizar a integração de novos funcionários na sua empresa, primeiro você precisa descobrir a importância dessa prática. 

Por isso, saiba alguns motivos que comprovam que a integração é importante para os profissionais e para a empresa:

 

1. Facilita a compreensão dos processos

O processo de compreensão e aprendizado sobre os processos e demandas internas levam tempo em um novo trabalho.

Imagina se o RH não apresentasse a empresa, Cultura, demandas, expectativas, processos organizacionais, entre outras questões internas?

O novo colaborador não se sentiria acolhido e ficaria totalmente perdido quanto às suas obrigações.

Portanto, acolher e treinar o novo empregado só trará resultados positivos para o desenvolvimento do profissional e para o crescimento da empresa.

 

2. Gera engajamento

Ao tornar o novo contratado em um membro integrado da empresa, o engajamento aumenta. 

Isso porque essa integração é capaz de fazer o novo colaborador se sentir parte da organização. 

Consequentemente, esse engajamento e identificação gera motivação e estimula a criatividade.

 

3. Reduz o turnover

Após o processo de aprendizado sobre a empresa e os processos internos, as chances do novo funcionário permanecer na empresa podem aumentar. 

Uma pesquisa realizada por consultorias de carreira dos EUA, publicada na Forbes, mostrou que 93% dos colaboradores afirmaram que um bom onboarding possui peso fundamental na decisão em permanecer na organização. 

Portanto, investir na integração de novos trabalhadores é um fator muito importante na diminuição da rotatividade na empresa.

 

4. Diminui os custos com contratações

Todo RH sabe os custos realizados para a contratação de um novo colaborador. Sendo assim, se esse funcionário se desligar da empresa pouco tempo depois, os custos serão ainda maiores. 

Afinal, será necessário reabrir a vaga e fazer todo o processo de contratação para escolher um novo empregado. 

Além da perda de dinheiro, o RH e os colaboradores mais experientes na empresa perdem tempo com o desligamento repentino do novo colega.

 

5. Aumento da produtividade

A integração dos novos colaboradores consegue passar as informações necessárias de forma clara e, consequentemente, o aprendizado e produtividade são maiores. 

Dessa forma, após as funções e as expectativas apresentadas, além do período de treinamento, as entregas começam a ser feitas em menor tempo. 

Portanto, desde o primeiro dia, os novos trabalhadores podem entregar bons resultados após a integração.

Ebook produtividade tóxica

 

6. Melhora o clima organizacional

Se o processo de integração conseguir deixar o novo colaborador confortável com seus colegas de trabalho, a tensão de começar em um novo lugar diminui. 

Além disso, o costume com a organização apresentada evita problemas no futuro, como estresse e discordância entre os profissionais.

Assim, essas contribuições do onboarding refletem no clima organizacional, tornando os dias de trabalho mais leves e descontraídos.

 

Como fazer integração de novos colaboradores?

Vamos colocar em prática? Após entender a importância da integração de novos funcionários, agora é hora de começar a praticar esse procedimento fundamental para o recém-contratado e para a empresa. 

Normalmente, a primeira integração é realizada com um profissional de RH que irá passar as informações sobre a empresa, processos financeiros (pagamentos), benefícios corporativos, valores da empresa, entre outros detalhes. 

O ideal é fazer essa integração individualmente para poder focar 100% no novo colaborador, mas algumas empresas também realizam integrações em grupo, principalmente se são profissionais do mesmo setor. 

O RH pode usar apresentações, vídeos e dinâmicas para deixar a integração inicial mais criativa e animada. 

Em seguida, o novo empregado poderá ser apresentado à equipe para participar de uma nova integração com seus colegas.

Para deixar mais fácil para você, nós montamos um passo a passo para ser usado como um guia na hora de realizar a integração dos funcionários. Veja:

 

1. Inicie o onboarding no processo seletivo

Você já pode começar a descrever a empresa, as obrigações da vaga e outras informações relevantes nas etapas finais dos processos de recrutamento e seleção. 

Ao descrever os principais pontos da empresa desde o contato inicial com os futuros colaboradores, as chances dessa contratação e onboarding serem positivas serão maiores. 

Deixe as informações mais relevantes para os candidatos que avançarem no processo seletivo para dar uma visão melhor sobre a empresa que eles irão trabalhar e se a vaga ocupará as expectativas geradas.

 

2. Informe à equipe sobre o novo colega 

Após escolher o candidato para ocupar a vaga, o RH e líder da equipe deverá informar a nova contratação

Essa é uma forma de estimular o engajamento dos profissionais para receberem o novo colega da melhor maneira possível.  

Comunique à equipe sobre a nova contratação, a data de início e como os membros do time podem dar suporte ao recém-contratado.

 

3. Ofereça um treinamento inicial

O treinamento inicial deve ser feito pelo profissional de RH para passar as principais informações sobre a empresa, cultura organizacional, além da missão, visão e valores.

Se for necessário, o gestor ou líder desse novo contratado também pode participar desse treinamento para informar as atividades e processos da área. 

Além disso, conversas também podem ser agendadas para o novo empregado conhecer cada membro da sua equipe, donos da empresa, outros líderes, profissionais de outras áreas e clientes.

 

4. Mostre a estrutura da empresa

Se a empresa trabalha em esquema presencial, então o RH pode apresentar a infraestrutura da empresa. 

Um tour guiado pelas dependências da organização, como banheiros, cozinha, refeitório, salas de reuniões, entre outros locais. 

Essa é uma ótima oportunidade também de apresentar o novo contratado para todos os profissionais que estiverem presentes.

 

5. Ofereça materiais de apoio e ferramentas 

Se a empresa possuir um código de conduta ou manual de informações, então eles devem ser entregues nesse momento inicial. 

Assim, o novo integrante da empresa poderá consultar esses materiais de apoio sempre que precisarem. 

O RH também precisa verificar quais as ferramentas de trabalho que o colaborador precisará para realizar suas atividades no escritório ou em casa no home office, como headphone, computador, senhas de acesso, cadernos de anotações, entre outras.

 

6. Ofereça um brinde de boas-vindas

Um pequeno gesto pode fazer toda a diferença. Pense em um pequeno kit de boas-vindas para oferecer ao recém-contratado.

Esse mimo pode ser algo relacionado com a logomarca da empresa para gerar engajamento e sensação de bem-estar desde o começo.

 

7. Confraternize a entrada do novo funcionários

Promover um almoço de boas-vindas ou happy hour para descontrair a entrada do novo colaborador também fazem parte do processo de onboarding. 

Essa é uma forma de incentivar a integração entre os profissionais e diminuir a tensão da entrada no novo trabalho.

 

8. Feedback na integração de novos colaboradores

Por fim, é preciso descobrir qual o grau de satisfação com o processo de integração para o RH descobrir se os processos precisam de melhorias

Aguarde alguns dias após o onboarding e peça um feedback do funcionário utilizando um questionário. 

A oportunidade do recém-contratado avaliar o processo de integração faz com que ele se sinta à vontade e perceba que sua opinião é valiosa para a organização. 

Além disso, o feedback também serve para o RH entender como o colaborador está se saindo nesses primeiros dias de integração e quanto foi seu aprendizado sobre a cultura organizacional e processos internos.

 

9. Processo contínuo de melhoria do onboarding

Através dos feedbacks dos contratados recentes, o RH precisa criar um manual de integração de novos colaboradores.

Neste manual, é preciso conter as principais informações para alinhar o onboarding com as necessidades e expectativas da empresa e do novo colaborador.

Para isso, você pode contar com a nossa planilha completa de Checklist de Admissão + Onboarding. 

Gostou das nossas dicas de integração de novos colaboradores que favorecem a retenção de talentos e, ao mesmo tempo, elevam a produtividade e engajamento da empresa? Então coloque em prática! 🚀🚀🚀

Se inscreve aí na nossa news 🤩

Tá a fim de receber conteúdos incríveis como esse direto na sua caixa de entrada? Então é só colocar seu e-mail aqui embaixo e assinar a newsletter do Blog da Feedz!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos relacionados