Como o feedback contínuo melhora as avaliações de desempenho

feedback continuo

Ao adotar a cultura de feedback contínuo, a gestão de desempenho da equipe ficará muito mais eficaz.

O feedback contínuo se faz necessário para que haja uma cultura de desenvolvimento pessoal e profissional constante, impulsionando a inovação e o crescimento da empresa e dos colaboradores.

De que forma o feedback contínuo melhora o desempenho? É o que você vai ver nesse artigo!

 

O que é feedback contínuo?

O feedback contínuo é uma conversa, seja pessoalmente ou por meio eletrônico, entre líder e liderado para dar retornos a ambos sobre suas ações. 

Esse deve ser realizado periodicamente e não apenas em fins de ciclos, deve ser algo rápido, informal e que gere dados. 

gestor dando um feedback contínuo para o colaborador
Dê um feedback contínuo sempre que houver uma oportunidade!

O ideal é que toda semana, ou sempre que acontecer uma situação a ser elogiada ou corrigida, o líder dê um retorno para o colaborador — e este possa fazer o mesmo. A conversa deve ser rápida, apenas mostrando os pontos positivos ou de atenção.

Geralmente, não é necessário marcar uma reunião ou um horário para isso.

Apesar de informal, essa prática deve ser levada a sério e os pontos de melhoria devem ser monitorados para avaliar a evolução de quem recebeu o feedback. É importante se ter registro também da quantidade de retornos positivos e negativos que uma pessoa recebe, assim se formam dados para uma avaliação de desempenho.

O feedback contínuo e a avaliação de desempenho, portanto, são complementares. Os gestores devem ficar atentos na hora de escolher as melhores práticas para a empresa que lideram, priorizando as que se complementam.

Somando ações, o ambiente tende a ser mais justo, saudável e motivador.

 

O feedback contínuo fornece uma análise precisa do desempenho

A continuidade dos feedbacks é essencial para potencializar os resultados da avaliação de desempenho. Como falamos anteriormente, não basta marcar conversas no fim de cada ciclo, assim como não adianta os retornos virem somente de cima para baixo. A ação para ser aproveitada 100% precisa ser contínua e horizontal.

Com base na metodologia ágil, muito utilizada nas empresas inovadoras como Spotify e Google, os erros podem acontecer, e até precisam acontecer, mas precisam ser ajustados de forma quase que instantânea.

Feedbacks contínuos ajudam a todos da empresa a se manterem alinhados e voltarem aos trilhos de forma rápida, para a engrenagem continuar rodando.

 

Como fazer feedback contínuo?

Você deve estar pensando “tá, feedbacks são importantes, devem ser feitos de forma contínua e horizontal, entendi. Mas como faço isso no dia a dia? Quantas horas do meu dia terei que destinar a isso?”. Bem menos do que você imagina.

Justamente por serem constantes, os feedbacks não devem tomar muito tempo nem dos gestores, nem dos colaboradores. Diferente das reuniões de retorno e avaliação de desempenho que acabam tomando longas horas

4 dicas para fazer feedback contínuo

  • Pode ser feito pessoalmente. Se feito pessoalmente, pode ser realizado em um momento informal, mas com a seriedade de um feedback – é importante que não se confunda este conceito com o de uma “dica de amigo”.

 

  • Reuniões rápidas. Outra forma pode ser por meio de reuniões rápidas e pontuais, que discutam ações específicas. A ideia é celebrar ou ajustar ações recentes e pontuais, se as reuniões se tornarem longas, vagarosas e retomarem pontos já discutidos, o feedback contínuo perde a propriedade de imprimir agilidade na empresa.

 

  • Dinâmicas em grupo. Há quem prefira fazer estes momentos em forma de dinâmica. Grupos de pessoas de uma mesma equipe se reúnem e apontam o que de positivo ou negativo destacam em cada indivíduo. O gestor precisa ter cuidado nestes casos para avaliar o que é de fato relevante e não deixar o momento virar, como diz a linguagem popular, uma “lavação de roupas sujas”. Quando feita de maneira correta, a dinâmica se torna uma boa opção de feedback 360º interno, uma vez que cada colaborador terá a visão de seus gestores e colegas sobre o seu desempenho. Além disso, a ação não deve ocupar muito o tempo da equipe.

 

  • Ferramentas online. Por meio delas as pessoas podem deixar algum comentário construtivo para um colega, liderado, subordinado ou superior. Assim, o feedback é feito instantaneamente e de forma recorrente. Além disso, uma vantagem deste método é que por meio de plataformas é possível ter acesso ao histórico de feedbacks, podendo o colaborador identificar se evoluiu em determinado ponto ou se permanece com uma dificuldade específica – neste caso fica mais fácil de saber que tipo de auxílio procurar para se desenvolver profissionalmente. A Feedz, por exemplo, é uma plataforma de feedbacks contínuos.

 

Como criar uma cultura de feedback contínuo

O maior desafio é tornar essa ação um hábito. Os benefícios do alinhamento recorrente são muitos, mas muitas vezes subjetivos e a longo prazo, desta forma, pode ser difícil engajar todos da empresa. Existem 3 principais formas de criar essa cultura:

  1. Mesclar feedbacks positivos e negativos pode ser uma saída, afinal, nenhum colaborador vai se engajar se só receber críticas, não é mesmo? Além disso, propor soluções construtivas quando o assunto é mais negativo, ajuda a motivar a busca por desenvolvimento pessoal.
  2. A horizontalidade é essencial neste processo, o feedback vai se tornar natural quando todos se sentirem à vontade para alinhar as ações com todos, independente da hierarquia organizacional.
  3. Gamificação também é uma boa ideia para incentivar as conversas. Estipular pontos a cada feedback recebido ou dado, ajuda as pessoas a tornarem frequente este comportamento. O interessante é que estes pontos somados valham algum benefício.

 

Benefícios de uma cultura de feedback contínuo

  1. O feedback contínuo dá aos funcionários uma imagem clara de onde estão e aponta suas áreas de melhorias para desenvolvimentos futuros. Isso funciona para o benefício do funcionário e das metas da empresa.
  2. A avaliação de desempenho, geralmente, precisa considerar todos os destaques do desempenho de um funcionário e, portanto, há a chance de deixar passar algo. Para que isso não aconteça, é necessário um feedback imediatamente após uma situação, para que os colaboradores aprendam seus pontos fortes e fracos de acordo com as diferentes situações.
  3. Essa forma de feedback pode ajudar os funcionários a acelerar suas carreiras. Isso também permite que os funcionários localizem oportunidades futuras e trabalhem para elas com entusiasmo.
  4. Os gestores também podem ter uma imagem mais rica do desempenho de um colaborador. Isso também ajuda a ter conversas mais produtivas ao discutir o trabalho e projetar projetos futuros.
  5.  O crescimento pessoal e o crescimento da empresa andam de mãos dadas. Um sem o outro é insustentável. O feedback contínuo reforça o desempenho e o autodesenvolvimento. 

 

Os colaboradores realmente gostam de feedback?

Ao pensar nessa questão a princípio, pode parecer que os colaboradores podem não gostar da ideia de se sentirem examinados ao receber feedback contínuo. No entanto, esse não é o caso.

Pesquisas mostram que os funcionários querem e esperam por feedback, pois o veem como uma forma de ser considerado para um aumento ou promoção. Sem feedback, não há como medir com precisão o progresso dele para que ele possa atingir os objetivos pessoais.

Com o aumento de Millennials (nascidos de 1980 a 1996) no local de trabalho, uma mudança notável nos valores essenciais é evidente. Uma das maiores expectativas dessa geração é receber feedback regular e contínuo.

jovens gostam de receber feedbacks
A maioria dos colaboradores gostam e esperam receber feedbacks recorrentes.

De acordo com um estudo da PWC, os Millennials, esperaram feedback e elogios regulares e detalhados por um trabalho bem feito — 51% dos questionados disseram que o feedback deve ser dado com muita frequência ou continuamente no trabalho e apenas 1% disse que o feedback não era importante para eles.

O feedback é importante para essencialmente todos os funcionários, e pelo menos metade declarou especificamente que deseja um feedback contínuo.

De acordo com outro estudo feito pela Trinet, 69% dos Millennials, vêem o processo de avaliação de sua empresa como falho. Por outro lado, “dependem dela para o seu crescimento e desenvolvimento profissional.”

“… 85% se sentiriam mais confiantes em sua posição atual se pudessem ter conversas de desempenho mais frequentes com seu gestor.”

O feedback contínuo estava entre as principais atualizações que os funcionários pesquisados ​​gostariam de ver adicionada ao seu processo de avaliação de desempenho.

 

Na prática!

Agora que você já entende a importância do feedback contínuo, sabe formas de implementá-lo na empresa sem ocupar o tempo de trabalho e como engajar as pessoas nesta ação, que tal tentar com a sua equipe? Se tiver alguma dúvida ou quiser compartilhar os resultados, entre em contato conosco.

simbolo_color

A plataforma completa para aumentar o engajamento e desempenho de colaboradores

✔ Todas as ferramentas de gestão de pessoas em um só lugar
✔ O software mais indicado para empresas acima de 25 colaboradores

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos relacionados