Como fazer uma avaliação profissional completa e humanizada

Colaboradora feliz com avaliação profissional humanizada

Segundo uma pesquisa da Visier, apenas 4% das empresas investem em People Analytics. Colocar as pessoas no centro e começar a colher dados sobre elas para gerar uma experiência melhor tanto para a empresa, quanto para o colaborador pode ser mais simples do que você pensa. Uma avaliação profissional, por exemplo, é um bom começo. 

Com a avaliação profissional é possível medir o desempenho dos colaboradores. Assim, a empresa e o profissional conseguem entender quais são os pontos fortes destes e quais precisam ser aprimorados em relação às habilidades técnicas e sócio-comportamentais.

Isso colabora para a motivação e engajamento dos profissionais, uma vez que se sentem reconhecidos e têm um plano de desenvolvimento estruturado. O engajamento, não é bom apenas para o colaborador, ele pode impactar financeiramente o negócio.

Um estudo da Journal Of Applied Psychology mostrou que equipes com maior taxa de engajamento conquistaram entre 80 mil e 120 mil dólares a mais em receita do que os times menos engajados.

Técnicas de people analytics, se bem aplicadas, ajudam, de acordo com a pesquisa da Visier, os negócios a terem uma margem de lucro 56% maior e um retorno sobre ativos 22% mais elevado.

Para tanto, é preciso aplicar as pesquisas de forma integral e humanizada. Só assim, os dados poderão ser transformados em iniciativas que aprimorem o engajamento dentro das equipes.

Saiba mais como fazer uma avaliação profissional humanizada e completa.

 

O que é avaliação profissional?

A avaliação profissional é uma técnica que permite mapear e acompanhar o desempenho dos colaboradores dentro de suas atividades. Assim, é possível ter dados concretos de quais pontos eles devem aprimorar e quais contam ao seu favor. 

Com essas informações nas mãos, as empresas conseguem fazer promoções, desligamentos, mudanças de áreas e desenvolvimento de plano de carreira de forma mais estratégica.

Muitas vezes, o desempenho na avaliação profissional não é satisfatório porque o colaborador não está em um cargo que o desafio ou o motive.

Por isso, após aplicar a avaliação profissional é crucial que o gestor sente-se com o colaborador para uma reunião de feedback, entendendo ponto a ponto levantado na pesquisa.

Guia prático para estruturar um programa de feedback

Os benefícios da avaliação profissional passam por:

  • estruturar feedbacks;
  • corrigir rápidos desvios de conduta;
  • valorizar o bom trabalho;
  • entender as fraquezas e fortalezas de cada um;
  • incentivar a transparência;
  • dar um norte ao colaborador;
  • aumentar o ROI dos  negócios perante às contratações;
  • diminuir turnover;
  • prever crises.

O que é uma avaliação profissional humanizada?

Existem muitas maneiras — pelo menos 8 — de se estruturar uma avaliação profissional. Tudo depende do objetivo da empresa com a ferramenta: avaliar competências, desenvolver pessoas, mensurar alcance de objetivos, medir adequação à cultura do negócio, entre outros. 

Para as empresas que têm as pessoas no centro e querem fazer uma avaliação profissional humanizada, porém, alguns iten são essenciais:

 

1. Foco nas competências

As avaliações profissionais humanizadas devem mapear as soft skills dos colaboradores junto das suas competências profissionais.

Sendo assim, é preciso que o questionário traga perguntas sobre a capacidade técnica da pessoa em lidar com os desafios da sua área, mas também sobre seu comportamento.

A adequação ao time, respeito aos colegas, colaboração, relacionamento com pessoas de áreas diferentes, capacidade de lidar com crises, compartilhamento de experiências e aprendizados, busca por desenvolvimento e adequação à cultura do negócio são exemplos de temas para serem abordados em avaliações profissionais humanizadas. 

 

2. Avaliação 360º

Para que tenha todas as informações necessárias para se desenvolver, o profissional precisa ser avaliado por ele mesmo, seu líder e seus pares. Dessa forma, são evitados desvios e é construída uma imagem real do impacto do trabalho do colaborador na empresa. 

É importante que a autoavaliação esteja nesse meio, porque assim é possível ajustar a visão que o profissional tem dele mesmo de acordo com a percepção dos outros. Isso ajuda a pessoa a valorizar suas conquistas e procurar sempre se aprimorar. 

 

3. Feedback

Uma avaliação profissional humanizada precisa ter espaços discursivos para as pessoas darem feedbacks para o colaborador. Assim, além de notas, eles conseguem entender como estão fazendo a diferença na rotina de seus colegas e líderes, além de compreenderem melhor os pontos de melhoria. 

O feedback após o resultado da avaliação é, também, de extrema importância. Isso porque  é por meio dele que o gestor e o colaborador podem passar ponto a ponto para entender os motivos das notas menores, alinhar as expectativas e montar um plano de desenvolvimento que faça sentido para o profissional. 

 

Como fazer uma avaliação profissional completa?

Para abranger todos os quesitos elencados até aqui, uma avaliação profissional completa precisa passar por perguntas comportamentais, de desempenho profissional, capacidade técnica e de relacionamento com a empresa e com os colegas. 

Alguns exemplos de temas a serem abordados em uma avaliação profissional humanizada e completa, são:

  • responsabilidade e confiabilidade;
  • flexibilidade e adaptabilidade;
  • alinhamento com o negócio;
  • capacidade de escuta;
  • potencial de mentoria;
  • pensamento criativo e inovador;
  • capacidade de tomada de decisão;
  • desenvolvimento e aprendizagem contínuas;
  • ética;
  • colaborativismo;
  • capacidade de liderança;
  • resolução de conflitos;
  • gestão de projetos.

Em resumo, para ser completa, uma avaliação profissional humanizada precisa abranger tanto a esfera técnica quanto a pessoal.

O peso pode ser maior nas soft skills, uma vez que estas trarão mais valor para o desenvolvimento do colaborador. 

As capacidades técnicas são facilmente identificadas e apontadas no dia a dia, esse deve ser um espaço para mapear  como o colaborador se posiciona dentro do negócio. Essa informação é crucial para o desenvolvimento pessoal e profissional, engajamento e motivação.

Para que a avaliação profissional seja fidedigna, porém, é preciso evitar os desvios comportamentais nas respostas. 

As pessoas, geralmente, têm uma opinião formada sobre as outras, mas é importante que essas impressões sejam deixadas de lado durante a avaliação, para que ela seja o  mais realista possível. 

 

Como aplicar a avaliação profissional?

As empresas que estão começando a desenvolver people analytics podem usar formulários para aplicar a pesquisa, depois reunir seu resultado e entregar ao colaborador. Mas hoje existem softwares que podem ajudar nessa missão.

Com plataformas como a da Feedz é possível escolher o tipo de pesquisa que melhor se adequa ao cenário, garantir a anonimidade do respondente, armazenar os dados, fazer comparativos de desempenho ao longo do tempo, agendar feedbacks após a liberação do resultado, entre outros.

Conheça mais a solução e comece a fazer uma avaliação profissional humanizada e completa.

Se inscreve aí na nossa news 🤩

Tá a fim de receber conteúdos incríveis como esse direto na sua caixa de entrada? Então é só colocar seu e-mail aqui embaixo e assinar a newsletter do Blog da Feedz!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos relacionados