Música no trabalho: benefícios, como usar + playlists incríveis

Colaboradores ouvindo música no trabalho

Ouvir música no trabalho ajuda aumentar sua produtividade? 

Algumas pessoas ouvem música clássica, outras rock. Alguns preferem o silêncio, outros só conseguem focar com o ruído de um escritório movimentado e por aí vai.

Eu, por exemplo, só consigo me concentrar no silêncio, às vezes ouço música também, mas não pode ser nacional, porque atrapalha minha concentração e eu fico prestando atenção na letra.

Isso acontece com você também? Você sabe como exatamente a música afeta o cérebro e quais tipos de música são melhores para aqueles que precisam de ruído para se concentrar? É disso que vamos falar agora.

Neste artigo, vamos ver algumas pesquisas para descobrir se e quando você deve ouvir música enquanto trabalha. Também vamos entrar no assunto da neurociência, que sustenta esta pesquisa.

 

O que a ciência diz sobre música no trabalho e produtividade?

o cérebro é afetado ao ouvir música
A música ativa as regiões direita e esquerda do cérebro.

 

A ligação científica entre música no trabalho e produtividade não é tão simples. Existem muitos estudos diferentes que mostram como a música pode afetar a produtividade, mas de maneiras mais indiretas.

A música é frequentemente considerada um intensificador do desempenho cognitivo porque ativa as regiões direita e esquerda do cérebro. Isso serve para aumentar o aprendizado e melhorar a memória.

No entanto, a música não aumenta apenas a sua produtividade, ela também afeta certos processos e funções corporais dentro do corpo. 

Por exemplo: certas músicas aumentam ou diminuem sua frequência cardíaca, também podem reduzir o estresse e diminuir a pressão arterial.

Assim, essa combinação de efeitos mentais e físicos ajudam aumentar sua produtividade e podem ajudar a evitar o burnout.

 

A neurociência e a música no trabalho

Ouvir música (aquelas que nós gostamos) ativa o sistema de recompensa do cérebro, especificamente liberando dopamina. 

Um estudo acompanhou os cérebros dos participantes e descobriu que a liberação de dopamina era mais forte durante o “pico de resposta emocional” à música.

Sabe quando você está ouvindo uma música e se arrepia? Então, é mais ou menos isso.

O que isso tem a ver com o seu desempenho no trabalho?

Quando você associa um comportamento de recompensa, como música, a um resultado desejável, como realizar uma tarefa no trabalho, você está treinando seu cérebro da mesma forma que treinar um cachorro com petiscos. 

Ouvir música no trabalho “diz” ao seu cérebro para associar um comportamento positivo a uma recompensa hormonal, e pode ser o segredo da produtividade!

 

Efeito Mozart

efeito mozart pode afetar a produtividade no trabalho

Um dos estudos mais citados relacionados à música e produtividade é o “Efeito Mozart”, que concluiu que ouvir Mozart alguns minutos por dia, pode aumentar a capacidade de pensar.

O estudo — liderado pelos pesquisadores Gordon Shaw, Frances Rauscher e Katherine Ky — convidou 36 alunos do Cal-Irvine que foram divididos em três grupos.

O grupo um ouviu uma seleção de Mozart, enquanto o grupo dois ouviu uma fita de relaxamento e o grupo três ficou 10 minutos em silêncio.

Após isso, todos os 36 alunos realizaram o mesmo teste, e o grupo que estava ouvindo Mozart obteve em média um aumento de oito a nove pontos em seus QIs, em comparação com os grupos restantes.

Desde então, o “Efeito Mozart” tem sido fortemente contestado. Um estudo de 1999 na Nature demonstrou que a melhora percebida nas tarefas cognitivas, na verdade, veio da melhora do humor que veio de ouvir Mozart.

Ou seja, Mozart deixa as pessoas felizes, e ser feliz melhora sua produtividade.

Só funciona com música clássica? Ou qualquer tipo de música serve?

 

Como usar a música no trabalho?

A maioria dos pesquisadores sobre esse assunto afirma que o efeito da música sobre a concentração e a produtividade depende de quanto o ouvinte realmente gosta da música. 

Então, para resumir tudo, aqui estão algumas dicas aparentemente baseadas na ciência para você considerar se deve play aí na sua playlist de músicas para trabalhar.

 

1. Escolha uma música que não o distraia 

A ciência diz que a música pode ajudar na produtividade ou ser uma distração. Assim, escolha aquelas músicas que têm menos probabilidade de distrair você, como músicas instrumentais sem letra.

Se você quiser e precisar ouvir alguém cantando, considere músicas em um idioma que você não entende.

 

2. Para trabalhos repetitivos, coloque sua música favorita

Um estudo clássico de 1994, descobriu que cirurgiões que realizam tarefas laboratoriais não cirúrgicas repetitivas desempenham todas de forma mais rápida, precisa e com menos tédio ao ouvir música.

O estudo também confirmou que os médicos ouvindo música durante as cirurgias tiveram os mesmos benefícios.

 

3. Use os intervalos para ouvir música e se motivar

Digamos que você tenha uma tarefa muito grande a ser realizada, isso com certeza vai exigir muita concentração. 

A dica aqui é ouvir música durante os intervalos. Pois se você ouvir uma música que gosta muito, vai ficar feliz e como consequência, vai trabalhar melhor.

 

4. Música otimista dá um gás

Um estudo de psicologia esportiva de 2010 mostrou que ouvir música motivadora melhora seu desempenho físico, aumentando a capacidade de se exercitar por mais tempo e com mais intensidade, enquanto retarda a fadiga. 

Músicas otimistas também demonstraram aumentar os níveis de alerta, extremamente importante para profissionais que trabalham muitas horas na frente do computador.

 

Playlists incríveis recomendadas para ouvir no trabalho

Confira abaixo uma série de playlists do Spotify que separamos para você ouvir músicas incríveis e que vão impulsionar sua motivação e produtividade. Confere aí 👇

Melhorar o foco no trabalho: Músicas clássicas

A música instrumental clássica ou sem letra pode criar um ambiente útil e indutor de foco. Para tarefas que exigem muita concentração, a música instrumental pode ser uma incrível ajuda.

 

Criar um ambiente agradável: Lo-fi

Esse gênero de música se tornou mais popular nos últimos anos. Seu ritmo lento, batida suave e falta de letras tornam esse gênero perfeito para trabalhar e aumentar a produtividade. 

A música lo-fi é a prima descolada da música de elevador. Ao contrário da música clássica, que também recomendamos para aumentar a produtividade, a música lo-fi realmente não altera o tempo ou a vibração, o que a torna uma música de fundo ideal para acompanhá-la durante o trabalho. 

Essa playlist é muito popular e recomendada para relaxar, bem como para aumentar a produtividade enquanto trabalha.

 

Desestressar: sons de natureza

Sons de natureza são ótimos para momentos em que você não está com disposição para música, mas precisa aumentar sua concentração e desestressar. 

Sons da natureza realmente funcionam, um experimento encontrou níveis mais baixos de estresse em pessoas que ouviam sons da natureza quando comparados ao silêncio e/ou música clássica. 

De acordo com dados psicofísicos e análises de campo sonoro publicadas no The Journal of Acoustical Society of America, ouvir sons de natureza pode melhorar o funcionamento cognitivo, melhorar a concentração e aumentar a alegria.

 

Aumentar a motivação: Músicas agitadas

Músicas agitadas são ótimas para melhorar o seu humor e fazer tarefas tediosas. No entanto, esse tipo de música pode ser difícil de selecionar ou recomendar, pois depende do seu gosto musical.

Por exemplo: Algumas pessoas podem querer ouvir algumas músicas agitadas de rock. Outras podem preferir playlists com faixas de hip hop ou que tenham muito EDM e música pop.

Da próxima vez que você quiser se sentir motivado antes de uma grande apresentação, entrevista ou avaliação de desempenho, confira esta playlist:

 

Playlist de Produtividade do Evan Carmichael

Você provavelmente já ouviu falar de Evan Carmichael, mais conhecido por seus vídeos motivacionais no YouTube, ele montou uma playlist de 2 horas para ajudar a se concentrar. 

Essa é uma playlist com muitas músicas instrumentais eletrônica e pode ajudar a fazer mais em menos tempo. Quem sabe você goste também:

 

A playlist mais produtiva de todos os tempos — Músicas para trabalhar no Spotify

Se você está com vontade de ouvir músicas populares que o motive a alcançar novos patamares no trabalho, esta playlist é para você.

Algumas dessas letras são NSFW (uma abreviação da frase em inglês Not Safe for Work, que significa “Não Seguro para o Trabalho”), então certifique-se de ouvir com fones de ouvido e ter mais de 18 anos 😊)

 

Música no trabalho — Ouvir ou não ouvir?

No final das contas, não há uma resposta certa para essa pergunta. As preferências musicais, é claro, variam de pessoa para pessoa. 

Existem muitos estudos e pesquisas divulgando os benefícios de ouvir música no trabalho, e muita ciência dizendo que as músicas são uma distração em potencial.

Você conhece a si mesmo e seu estilo de trabalho, tudo que for para melhorar o employee experience, vale a pena considerar. A sugestão é que você experimente tocar música em vez de trabalhar em silêncio.

Experimente diferentes gêneros e veja como você se sente em relação ao trabalho e as tarefas que produz. Não existe nenhuma receita ou playlist que funcione para todo mundo.

Quais são suas músicas favoritas para trabalhar? Comenta aqui embaixo 👇😉

simbolo_color

A plataforma completa para aumentar o engajamento e desempenho de colaboradores

✔ Todas as ferramentas de gestão de pessoas em um só lugar
✔ O software mais indicado para empresas acima de 25 colaboradores

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Artigos relacionados

síndrome de burnout no ambiente de trabalho
Síndrome de burnout: o que é e como evitar no trabalho

A síndrome de burnout é uma doença com taxas preocupantes no Brasil e no mundo. Por isso, agora, mais do que nunca, é a hora de as organizações e seus líderes cuidarem do bem-estar e da saúde mental de seus funcionários.

Comprometimento no trabalho
10 ideias para aumentar o comprometimento no trabalho

Incentivar o trabalho em equipe, reconhecer os esforços, apostar na cultura do feedback e investir no desenvolvimento contínuo estão entre as ações que ajudam a solucionar a falta de comprometimento no trabalho.