[MicroPost] Analytics são apenas números – Por Bruno Soares

O RH vem mudando nos últimos anos e ganhando cada vez mais notoriedade nos negócios e organizações.

Já faz tempo (ou deveria fazer) onde existia aquele RH apenas preocupado com processos e tarefas, um RH puramente focado em esforço.

Os times de gestão de pessoas precisam se preocupar com os resultados que são mais importantes para os negócios onde estão inseridos, conectando o desempenho dos negócios com o desempenho das pessoas.

People analytics vai resolver tudo? Analytics sozinhos são apenas números.

A grande sacada é alinhar essas novas informações com os desafios e objetivos do negócio.

Não podemos começar pelos números, temos que começar pelas dores, desafios e/ou objetivos.

A ordem deveria ser: objetivos -> métricas -> análises -> insights e plano de ação.

Lembre-se que medir esforço é diferente de medir resultado de valor agregado ao negócio.

A meta de treinar 90% do time comercial numa técnica nova de vendas, de maneira geral, não é mais importante do que aumentar a conversão de vendas em 20% por exemplo.

Quando o RH passa a olhar pelo prisma de valor e não de esforço, ele passa a ser estratégico para o negócio.