[URGENTE] 🚨 Confirmado: Vai ter evento presencial da Feedz em São Paulo! #FeedzDay

Quais são as competências digitais e como desenvolvê-las nas empresas

Sua empresa quer entrar de vez na transformação digital? Então veja quais são as competências digitais necessárias e qual é o papel do RH nesta jornada.

Com a tecnologia ganhando novos contornos a cada dia, o domínio das competências digitais passou a ser uma questão de sobrevivência para muitos negócios.

Isso significa, é claro, que as empresas buscam por profissionais que saibam lidar com ferramentas, sistemas e dispositivos virtuais. Mas o que nem todos sabem é que essa é apenas a pontinha do iceberg…

Para além das habilidades técnicas, algumas habilidades comportamentais, como a resiliência, criatividade e colaboração são tão importantes quanto para que a transformação digital realmente aconteça.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então confira o conteúdo que preparamos para que você fique por dentro das competências digitais necessárias para impulsionar uma empresa! 

Primeiramente, o que são competências digitais?

Quem trabalha com a gestão de recursos humanos sabe bem que a palavra “competência” tem um peso muito importante para o futuro das organizações, pois ajuda a identificar as atitudes e habilidades que a empresa precisa para crescer de forma sustentável.

No geral, essas competências se dividem em:

  • Hard skills, que são as habilidades técnicas que podem ser facilmente aprendidas e ensinadas;
  • E Soft skills, que são as habilidades interpessoais, incluindo características comportamentais e competências subjetivas.

Mas onde entram as competências digitais, então?

Bom, com a transformação tecnológica, as empresas passaram a valorizar (e a buscar) algumas características específicas em seus colaboradores, que fossem capazes de realmente impulsionar os negócios rumo à inovação.

Com isso, surgiu o que chamamos de competências digitais, ou seja, habilidades fundamentais que favoreçam a mudança de mindset pelas quais muitas organizações estão passando.

Isso inclui desde conhecimentos técnicos, como a aptidão para lidar com dispositivos e soluções virtuais, até as habilidades interpessoais que favoreçam o desenvolvimento de uma mentalidade digital, como a colaboração. 

 

 

Por que as competências digitais são importantes?

Essa é uma ótima pergunta e, para respondê-la, vamos mostrar alguns números…

Primeiramente, um estudo conduzido recentemente pelo Instituto FSB Pesquisa, junto a mais de 400 empresários e CEOs do Brasil, mostrou que a transformação digital é um tema relevante para 70% dos líderes e certamente faz parte da agenda deles para 2022.

Apesar da porcentagem significativa, o estudo também revelou que apenas 37% dos entrevistados se consideram aptos a executá-la, deixando claro que, para tirar a inovação do papel, é fundamental que as empresas adotem práticas em prol do desenvolvimento das competências digitais.

Não é para menos: a transformação digital passa, inevitavelmente, pelas pessoas. Afinal, somos nós, seres humanos, que guiamos as mudanças, dentro e fora das organizações.

Quando as empresas investem no desenvolvimento das habilidades necessárias para alavancar o uso da tecnologia no ambiente corporativo, consequentemente elas conseguem:

  •  Aumentar a capacidade de inovação e criatividade;
  • Adotar ferramentas indispensáveis para a realização assertiva e ágil de algumas atividades;
  • Melhorar a eficiência no trabalho em diferentes aspectos;
  • Melhorar a experiência dos colaboradores, fazendo com que eles queiram se engajar cada vez mais na evolução da empresa.

Vale lembrar que, até 2023, o Brasil terá quase 200 milhões de pessoas conectadas à internet e mais de 775 milhões de dispositivos conectados

Os dados são da Cisco e reforçam, mais uma vez, que ter um modelo de negócio digital já é algo fundamental para a sobrevivência das empresas.   

 

Quais são as principais competências digitais?

Agora que você já entendeu o que são as competências digitais, deve estar se perguntando quais são as habilidades que entram nesta lista, né?

Para que não restem dúvidas, selecionamos as principais características que as empresas buscam:

 

1. Capacidade de gerir e analisar informações

Vivemos na era dos dados. Mais do que em qualquer outra época, as tecnologias têm permitido que as empresas acessem um grande volume de informações sobre os seus respectivos negócios.

Mas, para que essa capacidade realmente tenha valor, é imprescindível que elas saibam gerir e analisar as informações a fim de convertê-las em melhorias constantes.

Em resumo: não basta dominar as ferramentas que captam dados. O mais importante é saber como avaliar, organizar e compartilhar as informações, usando-as como base para tomar decisões mais assertivas.

 

2. Colaboração

O desenvolvimento do mindset digital envolve, inevitavelmente, saber trabalhar em grupo de forma dinâmica.

Por isso, as empresas têm valorizado profissionais que consigam trabalhar em colaboração com outras pessoas, seja gerando interações de qualidade ou, então, produzindo e compartilhando informações.

 

3. Cibersegurança

Atualmente, a segurança no ambiente digital é um assunto prioritário para as organizações. Afinal, ela é fundamental para evitar o vazamento de dados e ataques cibernéticos.

Como consequência, o conhecimento sobre cibersegurança se tornou uma demanda crescente nas empresas, especialmente em tempo de home office.

Com as ferramentas digitais ganhando mais espaço, garantir que os profissionais conheçam ao menos regras básicas de cibersegurança é a melhor forma de reduzir riscos nesta frente para a organização.

 

4. Comunicação

A capacidade de se comunicar bem sempre figurou entre as competências relevantes para o mercado de trabalho. Mas, com a transformação digital, ela ganhou outros contornos.

Com novos canais de comunicação se tornando relevantes, como é o caso das redes sociais, destacam-se aqueles que sabem estabelecer relações e contatos profissionais por intermédio dos meios digitais e mostram uma atitude ética e responsável nesses ambientes.

No contexto das competências digitais, portanto, a capacidade de se comunicar bem em diferentes meios, inclusive utilizando ferramentas digitais, têm se mostrado vital.

 

5. Autonomia de aprendizado

Por mais que as competências digitais possam ser desenvolvidas com a ajuda das organizações, é importante que os profissionais tenham autonomia para aprender, questionar e buscar soluções por conta própria.

Com as mudanças acontecendo em uma velocidade cada vez maior, a proatividade se torna essencial para quem deseja se adaptar rapidamente e adotar formas mais inovadoras de trabalhar. E isso, é claro, pode ser uma prática incentivada pela companhia.

 

Como desenvolver as competências digitais na sua empresa?

Até aqui, você pôde conhecer um pouco mais sobre as competências que o mercado de trabalho está demandando para avançar na transformação digital. Mas como agir para que elas de fato façam parte da empresa?

Bom, o primeiro passo é entender que o RH tem um papel fundamental neste processo, a começar pelo recrutamento e seleção. Isso significa que sempre que um processo seletivo for iniciado, é muito importante mapear e deixar claro quais são as competências digitais desejáveis da vaga.

Checklist de admissão e planilha de onboarding

Mas não para por aí…

Vale lembrar que mesmo que os novos contratados já possuam algumas competências digitais, as tecnologias podem evoluir de forma surpreendente. Para que a empresa não fique para trás, o incentivo ao aprendizado deve ser constante, inclusive entre os líderes.

A melhor forma de vencer esse desafio é apostando nas ações de treinamento e educação corporativa, bem como no incentivo à cultura do aprendizado.

Aqui, mais uma vez, cabe ao RH encabeçar projetos que favoreçam o crescimento profissional dos colaboradores, levando em consideração o nível das habilidades dos indivíduos e as competências que ainda precisam ser melhoradas para sanar as necessidades da empresa.

Apesar de esse parecer ser um caminho desafiador, uma coisa é certa: os esforços nesta frente têm tudo para render excelentes frutos para os negócios.

Agora que você já sabe de todos esses segredos, está mais do que na hora de colocar a mão na massa. Bora voar! ??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bruno Soares

Bruno Soares

Voar pelo conteúdo

A plataforma completa para aumentar o engajamento e desempenho de colaboradores

Assine nossa newsletter!

Outros conteúdos que você pode gostar