home office

Como as maiores marcas estão lidando com o novo cenário?

O novo coronavírus já infectou mais de duas milhões de pessoas no mundo e mudou completamente a rotina por todo o globo. Além dos novos hábitos de higiene adicionados no dia a dia, a forma de trabalho também foi impactada, principalmente pela recomendação de isolamento social como meio de conter a doença. As grandes empresas foram as primeiras a tomarem medidas de precaução. 

 

Por mais que os negócios com maior caixa estejam em uma situação mais confortável do que os pequenos, é importante olharmos para como empresas com 100 mil funcionários, como o Google, estão lidando com o novo cenário de trabalho. Afinal, além de serem o principal berço das tecnologias que podem ajudar nesse momento, elas dão respaldo para novos modelos de trabalho. 

 

Confira as atitudes das maiores empresas no combate à covid-19:

 

Google:  cerca de 100 mil colaboradores da gigante de buscas estão trabalhando de casa — apenas em casos de extrema necessidade é permitido aos profissionais irem aos escritórios. A videoconferência ganhou um lugar especial nesse momento, afinal, é por meio dela que todos mantêm o contato, reuniões e entrevistas de emprego são realizadas. Além do Hangouts, ferramenta de chamada de vídeo do próprio Google, os googlers usam o BlueJeans, serviço de nuvem que conecta  os participantes de uma reunião. 

 

Alibabab e Tencent: as gigantes asiáticas foram as primeiras a tomarem atitudes para conter o vírus por estarem no berço da doença. As duas empresas emendaram o feriado do ano novo chinês com trabalho remoto e também se utilizaram de ferramentas próprias de comunicação a distância para manter o contato entre o time. A Alibaba usa o DingTalk, enquanto a Tencent usa o WeChat Work.

 

Twitter: Indo além na missão de oferecer uma “rotina de escritório” em casa, o Twitter ofereceu reembolso para quem quisesse montar uma estrutura de trabalho na sua residência durante o período de home office. Assim, a empresa oferece conforto e ergonomia. Além disso, a empresa preparou um guia com melhores práticas e dicas de como trabalhar em home office a fim de amenizar essa transição. 

 

Tecnologia que gera conexão

 

Se tem uma coisa que empresas de qualquer tamanho podem  aprender com as grandes nesse momento é que o uso da tecnologia é que vai guiar os trabalhos. É preciso que o time permaneça com o espírito de equipe e as ferramentas digitais são a única forma de concretizar isso a distância. 

 

Para manter o engajamento, o ideal é que os líderes e setores de gestão de pessoas estejam sempre conectados com os colaboradores; que o feedback, mais do que nunca, seja constante; que exista forma dos colaboradores reconhecerem o trabalho uns dos outros; e que a empresa olhe com maturidade para esse momento, sabendo que os horários e as entregas serão diferentes, mas não perderão a qualidade. 

 

Além das ferramentas de conversa a distância, softwares que ajudem a manter o clima organizacional e reforcem a cultura do negócio contribuem no estabelecimento de uma rotina semelhante à de escritório. 

 

Comunicação é a chave para passar esse momento com menos impactos negativos possíveis. Na sua empresa, quais métodos foram adotados para isso?