celebração cultura

[CaseFeedz] Porque a Dotz acredita que a celebração fortalece a cultura de uma empresa

O dia a dia do trabalho remoto trouxe muitos desafios para as empresas. Afinal, não havia uma receita de bolo para implementá-lo para 100% dos times, pelo menos, não assim de surpresa como aconteceu. O fato é que o modelo atual de home office abriu um imenso espaço para a criatividade dar o seu tom. 

E o fortalecimento da cultura é sempre um tema que causa dúvidas quando todos estão trabalhando a distância. Mas, o legal é que existem muitos casos que já tomaram forma e que estão se fortalecendo agora mesmo enquanto você lê este texto. 

E para falar sobre “celebrações e cultura”, principalmente nessa fase de distanciamento social, chamamos a Dotz, nosso cliente desde 2019. O resultado desse papo entre a Camila, sucesso do cliente da Feedz, e Giuliana, da área de gente da Dotz, você confere logo abaixo. 

→Mas antes, fica aqui uma dica: se você quer saber mais sobre cultura em tempos de pandemia, acesse esse playbook completinho que a Feedz preparou. Nesse material, reunimos a conversa que tivemos com 5 empresas que compartilharam as ações tomadas e, também, como está o dia a dia nesse momento de isolamento social. 

Quem é a Dotz? 

A Dotz é uma empresa brasileira que gerencia e operacionaliza o programa de benefícios com o mesmo nome. Possui mais de 20 anos de mercado e é considerada hoje o maior programa de fidelidade do varejo brasileiro, com cerca de 40 milhões de clientes cadastrados. 

A moeda Dotz é aceita em diversos estabelecimentos físicos e online, entre supermercados, postos de combustível, farmácias, cinemas, entre outros. Também atende a bancos com a transação de pontuação em cartões e empresas privadas em seus próprios programas de incentivo para o público interno e externo. O próximo passo da companhia é o lançamento de uma conta digital. 

O time de colaboradores da empresa, ou “dotzeiros”, como são chamados, é formado por cerca de 300 pessoas. A grande maioria fica alocada no escritório na cidade de São Paulo, mas a empresa está presente também em outros 12 estados. 

Assim como todas as empresas, durante o período de isolamento social que foi estabelecido em grande parte do Brasil, a Dotz colocou 100% do time operando em regime home office. 

Embora esse formato de trabalho já fizesse parte da rotina, a adoção do modelo para a totalidade da equipe passou por um processo de adaptação e muita criatividade. Mas, foi neste cenário que a empresa percebeu o quanto “celebrar” é importante para manter o reconhecimento de cada contribuição. 

E foi justamente o módulo “celebrações” que uniu a Dotz e a Feedz há cerca de 1 ano. Para falar como a empresa construiu o seu case de cultura, a Giuliana, coordenadora da área de gente da Dotz conversou com a gente.

Ela falou sobre:

  • Porque celebrar é fundamental para cultura de uma empresa;
  • Como o reconhecimento deve ser atrelado à cultura;
  • Trabalho remoto em tempos de pandemia.

E muito mais! 

Quer saber tudo sobre essa parceria incrível da Dotz + Feedz? Então, voe com a gente nesse case! 

Como está sendo o trabalho remoto para a Dotz?  

Na Dotz já havia a prática do trabalho home office, que era adotada uma vez por semana. A empresa trabalha com muitas frentes que nos permitiu suportar este modelo de trabalho. 

Embora a gente já esteja adaptado a essa realidade, colocar 100% do time operando de forma remota exigiu uma força tarefa. Mas, com relação à tecnologia e suporte, conseguimos fazer isso muito bem. 

Como a Feedz ajuda a Dotz?

A parceria com a Feedz começou em junho de 2019. Na época, a gente procurava uma ferramenta para nos apoiar na pesquisa de clima. Durante as negociações, vimos potencial de ampliar esse escopo para o quesito reconhecimento de colaboradores. 

Desde o início, a aceitação da ferramenta dentro companhia foi bastante alta. E, principalmente hoje, trabalhando 100% de forma remota, a Feedz nos apoia muito no sentido de entender os colaboradores, saber o que está sendo celebrado entre eles, quais são os pontos altos da empresa neste período. 

Com a solução, temos à disposição um termômetro de clima e engajamento dos times muito legal. 

Customização da plataforma Feedz para o reconhecimento dos colaboradores: como a Dotz fez?

Temos a vantagem de ser uma moeda e essa já é uma prática de troca natural dentro da companhia. 

Para agregar o item “reconhecimento” dentro desse formato, inicialmente, fizemos uma pesquisa com todos os dotzeiros para entender o significado de “reconhecimento” para cada um deles. Queríamos saber onde, de fato, eles enxergavam esse valor, se no financeiro, na jornada flexível, entre outros benefícios. Um dos pontos que foram muito citados foi a “celebração”. 

Os dotzeiros apontaram a vontade de celebrar as conquistas e, também, a necessidade de ter uma autonomia para reconhecer outras pessoas, indo além da hierarquia entre líder e liderado. 

Decidimos, então, “pegar essa carona” e dar vida ao item “reconhecimento” colocando-o dentro do “Render Mais”, nosso programa de EVP (Employee Value Proposition), que usa o Dotz como incentivo. 

Nele, existem outras iniciativas que também utilizam a moeda, como por exemplo, a premiação com 2 mil Dotz no mês do aniversário ou o recebimento de 10 mil Dotz quando uma pessoa indicada por algum colaborador é contratada. 

A Dotz já oferece ao mercado toda a tecnologia para suportar esse processo, assim como as mecânicas, que podem ser adaptadas para o programa de cada cliente. Em geral, a nossa moeda é muito usada dentro das áreas comerciais para manter os times engajados e estimular as vendas. 

Implementá-la para programas junto ao nosso público interno foi um processo natural. Acreditamos que estimular o engajamento dentro de um programa de incentivo é uma forma muito interessante de fazer o reconhecimento do público interno. 

Por que escolheram a “celebração” para ser inserido no programa de incentivo?

Percebo que toda empresa tem alguma dificuldade em celebrar suas conquistas. Todos se esforçam muito pelos goals, mas o reconhecimento acaba ficando para depois, na maioria das vezes. 

A Dotz acredita que a cultura de feedback e de celebração são muito importantes. É preciso celebrar as pequenas vitórias que levaram até os goals. Entendemos que a celebração é uma forma de reconhecer que todo caminho tem esforço e dedicação. 

Vemos todos os momentos de celebração como uma oportunidade junto aos times para engajar e motivar as pessoas. É como uma injeção de ânimo. 

A celebração pública facilita a integração entre times remotos?

Sim, com certeza. A celebração e o reconhecimento públicos são importantes para desfazer essa ideia unilateral de que isso pode acontecer somente entre líder e liderado. 

Se eu trabalho todo dia com alguém e tenho coisas legais para falar, posso entrar na ferramenta e dar esse reconhecimento. Não preciso esperar que o gestor ou a empresa façam isso. É um processo natural e espontâneo e os times se enxergar e se reconhecem dentro disso. 

Como surgiu a ideia de associar as celebrações aos valores da empresa e como isso fortalece a cultura? 

Temos sempre o cuidado de planejar nossa iniciativas, ações e coisas que vivenciamos no dia a dia tendo como pano de fundo a nossa cultura. As pessoas começam a vivenciar e reconhecê-la em práticas simples do dia a dia. E é possível notá-la no comportamento, nas entregas e nas relações de cada dotzeiro. 

Dessa forma, atrelar as celebrações à nossa cultura foi uma estratégia para permeá-la e fortalecê-la. 

Uma das coisas legais que fazemos é a distribuição trimestral a todos os dotzeiros de uma quantidade de Dotz para que ele possa reconhecer um outro colega. Contudo, necessariamente, isso deve ser feito de forma atrelada aos valores que estão no DNA da nossa cultura. 

Como reforçar a cultura nesse momento em que todos estão trabalhando a distância?

Antes da pandemia, a Dotz estava mudando a identidade visual da cultura. Tínhamos previsto alterações no layout do escritório e colocação de adesivos, entre outras ações. 

Neste momento, suspendemos esses planos e começamos a pensar em como seria possível transportar esse planejamento para o digital. Decidimos usar como recursos a tela de descanso dos computadores e a própria plataforma da Feedz. 

Além disso, periodicamente, fazemos uma “big live” com o presidente da companhia onde sempre separamos um momento para falar sobre o nosso DNA. Fazemos reconhecimentos mensais públicos durante essa reunião. 

Também estamos usando um método de capacitação na qual recortamos trechos de filmes para mostrar, na prática, como são os nossos valores para eles fiquem sempre vivos na memória de todos. 

Qual é a importância de fazer as celebrações nesse momento tão difícil em que estamos passando? 

Acredito que a celebração aproxima a todos, a partir do momento em que você reconhece e enxerga cada contribuição. Isso por si só é uma forma de engajar. Acreditamos nisso e fomentamos essa cultura, seja feita de forma remota ou presencial. 

O ponto fundamental que sustenta o trabalho remoto é a confiança que existe no relacionamento entre líder e liderado e entre colaborador e empresa. No cenário atual, percebemos que a confiança foi o que mais cresceu dentro da companhia. É possível ver isso na forma como as pessoas escrevem suas celebrações.

Sabemos que empresas com alto índice de confiança criam ambientes menos estressantes, mais produtivos e com pessoas mais engajadas. Manter o reconhecimento e a celebração só reforça tudo isso.

Como a celebração pode ampliar o conhecimento sobre o business da empresa?

A partir das celebrações, a gente ganha mais conhecimento sobre o nosso modelo de negócio, porque ficamos sabendo sobre as entregas dos projetos. 

Além disso, é possível expor as pessoas e o time que contribuiu em cada marco. Tudo isso cria uma sensação de pertencimento. 

Como celebrar as datas comemorativas neste momento de trabalho remoto?

Essa é a hora de se reinventar, de desconstruir o modelo mental de entregar uma lembrancinha física em cada mesa. 

Na Páscoa, por exemplo, optamos por entregar um ovo de Páscoa na casa dos nossos dotzeiros. Também divulgamos uma mensagem especial dos familiares dos nossos líderes para os familiares dos liderados. 

Para homenagear os aniversariantes, usamos o nosso grupo de WhatsApp, incentivando que as pessoas entrem em contato com cada um. Também usamos o mural da Feedz. 

Qual a importância de ter uma plataforma como a Feedz para a gestão do reconhecimento?

A plataforma nos auxilia na gestão dos indicadores e das celebrações e na interface com o sistema de pontuação da Dotz. Também permite a interação entre os dotzeiros. No ambiente digital é muito importante termos esse tipo de engajamento e envolvimento social. 

Vemos essa participação como fator de motivação do indivíduo. Pela plataforma é possível criar um sentimento de pertencimento e reconhecimento muito forte. Isso sem falar na facilidade de gestão de todos os indicadores. 

A celebração 360 facilita a vida do gestor?

Na cultura da Dotz, todo mundo celebra com todo mundo. Mas também entendemos que a liderança é um exemplo. Por mais que a celebração 360 tire o esse “peso das costas do gestor”, nós reforçamos que é muito importante que ele participe desse processo. E usamos a ferramenta também para medir essas interações junto ao time.

Acreditamos que podemos dividir essa responsabilidade, mas a liderança precisa “puxar” isso. Afinal, quando um líder reconhece publicamente o seu liderado existe um peso diferente. 

Ao mesmo tempo, para um gestor é muito importante acompanhar o desempenho de seu liderado a partir do reconhecimento vindo de outra área. Se ele fizer um bom uso da plataforma, é possível tirar vários inputs bacanas.

Como fazer uma gestão de equipe a distância? 

Temos feito uma videoconferência diária com o time. Nesses momentos em que não há encontros presenciais, criar uma rotina de encontros virtuais é importante. 

Também estimulamos a realização de reuniões 1:1 para identificar qualquer oscilação de humor

 

Gostou? Quer ver o papo na íntegra? Acesse aqui para ver o vídeo